Greve dos caminhoneiros continua e tem protesto na RJ-106 na Serra do Cala Boca em Maricá

A RJ-106 amanheceu com novo protesto dos caminhoneiros no oitavo dia de manifestações. Dessa vez, os grevistas estão no Km 13, na Serra do Cala Boa, no bairro Spar. Os caminhões estão estacionados no acostamento da via e não obstruem a pista. A manifestação é pacífica. Os caminhoneiros afirmam que a proposta do governo federal é insuficiente e que a greve continua. Em outro trecho, na altura de São Pedro da Aldeia, a manifestação também reúne caminhoneiros na RJ-106 na pista sentido Cabo Frio.

No entanto, em várias regiões do Estado a categoria já inicia uma desmobilização. Na porta da Reduc, refinaria da Petrobras em Duque de Caxias, as entradas já começaram a ser desobstruídas. Em Maricá, todos os postos de combustível estão sem gasolina ou álcool desde o sábado à noite. Mesmo com a liberação na Reduc ainda não há previsão para normalização do abastecimento aos postos de gasolina.

O governo federal cedeu e decidiu congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro. A proposta foi anunciada na noite de domingo (27). A título de comparação, o presidente disse que esse desconto equivale a zerar as alíquotas da Cide e do PIS/Cofins. Os representantes dos caminhoneiros autônomos não aceitaram o congelamento do diesel por apenas 30 dias, como havia sido inicialmente proposto.

O governo federal concordou ainda em eliminar a cobrança do pedágio dos eixos suspensos dos caminhões em todo o país, além de estabelecer um valor mínimo para o frete rodoviário. Essas determinações deverão constar em medidas provisórias a serem publicadas em edição extra no Diário Oficial da União. A expectativa do Palácio do Planalto é que a paralisação, que já dura sete dias e causa enormes prejuízos e transtornos em todo o país, termine logo.

Niterói: ônibus circulam normalmente. Prefeito garante frota nas ruas até o fim de semana

A Prefeitura de Niterói conseguiu neste domingo (27) a liberação de quatro carretas de combustível para o funcionamento dos serviços municipais durante esta semana. A coleta de lixo está mantida, todas as unidades de saúde estarão abertas e o trabalho de apoio às forças de segurança funcionará. Em reunião à noite, no gabinete de crise, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, também informou que os ônibus municipais estarão operando nesta segunda-feira (28).

Na noite deste domingo, Rodrigo Neves também assinou decreto instituindo estado de alerta no Município face a um possível desabastecimento. Quanto ao transporte público, o prefeito explicou que foi realizado um planejamento de otimização da frota para que o sistema opere até o próximo fim de semana.

Transporte em Maricá

Para garantir a circulação dos ônibus nas linhas para o Rio, Niterói e urbanas em Maricá, a Viação Nossa Senhora do Amparo conseguiu a liberação de uma carreta-tanque de diesel que saiu da Reduc na madrugada desta segunda. Os coletivos estão sendo abastecidos ao longo do dia. A empresa opera com 50% da frota. A expectativa é que a circulação volte ao normal até o fim do dia.

Já os Vermelhinhos, operados pela Empresa Pública de Transportes (EPT), continuam circulando em regime reduzido. Apenas nos horários de pico o número de carros aumentam para atender a demanda. As vans municipais também operam de forma reduzida. 

Passageiros devem ter paciência para ir ao trabalho por da lotação dos ônibus e vans.

Nota da Viação Nossa Senhora do Amparo emitida nesta segunda-feira (28)

Segue comunicado oficial para os clientes sobre nossa operação na data de hoje.

*Prezados clientes,
informamos que em função do desabastecimento dos estoques de óleo diesel nas garagens, as linhas da Viação Nossa Senhora do Amparo estarão funcionando na data de hoje, 28/05/2018 com 50% da sua frota.

Como ainda não há garantia de normalização no fornecimento de combustível, só no final do dia de hoje iremos informar qual será a programação para amanhã.

Lembramos que através do aplicativo Meu ônibus VNS Amparo é possível acompanhar a operação de todas as linhas da empresa.

Agradecemos a compreensão.

VNSA*

 

Notícias Relacionadas