Hospital de Campanha de São Gonçalo começa a ser desmobilizado

Foto: Maurício Bazilio / Divulgação GovRJ

Após a cassação da liminar que impedia o fechamento da unidade, o Hospital de Campanha de São Gonçalo começou a ser desmobilizado nesta quinta (20). De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), os equipamentos removidos serão destinados a unidades municipais e da própria rede estadual.

Em nota, a SES justificou o fechamento. “Há vagas disponíveis em hospitais regulares da rede estadual. Com a desmobilização, evita-se gastos desnecessários para o Erário”, diz a nota da pasta.

A secretaria esclareceu ainda que desmobilização e desmonte são duas etapas distintas de um mesmo processo relativo à desativação das unidades. A primeira se trata do encerramento efetivo das atividades no hospital. Já o desmonte inclui os procedimentos logísticos envolvendo transporte de equipamentos e outras estruturas, além do desmantelamento das estruturas físicas das unidades. Para o desmonte ainda não há cronograma estabelecido.

Dos sete hospitais de campanha previstos pelo governo estadual, apenas o do Maracanã se mantém aberto por força de decisão judicial. As unidades de Casimiro de Abreu e Campos dos Goytacazes, tiveram a montagem interrompida no início de julho. Os hospitais de Nova Friburgo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu estavam funcionando como retaguarda para o caso de aumento da demanda, mas já foram desativados. Apenas as unidades do Maracanã e de São Gonçalo entraram em funcionamento recebendo pacientes.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.