Hospital Estadual Alberto Torres será o primeiro a ser gerido para Fundação Saúde

Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. | Foto: Reprodução / Google Street View

Durante coletiva de imprensa, o secretário de Estado de Saúde Alex Bousquet anunciou que já está montado o cronograma de substituição das organizações sociais (OS) pela Fundação Saúde (FSERJ), sendo o Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), em São Gonçalo, a primeira grande unidade de saúde a mudar a gestão. A data já está marcada: a transferência de gestão acontecerá em 28/09.

O Hospital João Batista Cáffaro, em Itaboraí, e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Colubandê, em São Gonçalo, também passarão a ser geridos pela FS na mesma data, em que termina o contrato com a OS Instituto dos Lagos Rio, atual administradora das unidades. Antes disso, no dia 19, a Fundação Saúde assume a gestão do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Os funcionários que já atuam nas três unidades permanecerão atuando pelos próximos 180 dias. A ideia é evitar interrupções no atendimento e avaliar os profissionais de acordo com a efetividade e custo dos serviços prestados.

Outros hospitais e unidades de saúde estaduais, atualmente geridos por OS, passarão gradativamente a serem geridos diretamente pelo Governo do Estado, através da FS ou de parcerias com universidades. O objetivo é melhorar a qualidade do atendimento nas unidades de saúde e ainda economizar recursos para os cofres públicos.

De acordo com Bousquet, a transição será gradual porque a prioridade é manter o atendimento à população nas unidades. “Não temos braço operacional para fazer a transferência de todas essas as estruturas simultaneamente. Temos que ter esse cuidado. Não pode haver descontinuidade de serviço. Mas já demos o primeiro passo”, disse.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.