Indicadores apontam retração da Covid-19 e Região Metropolitana II entra em risco moderado

Com a liberação de leitos e diminuição do número de mortes e internações, as regiões Metropolitana II (onde estão Maricá, Niterói, Itaboraí, dentre outras cidades) e Baixada Litorânea (Saquarema e outros) apresentaram melhora nos parâmetros epidemiológicos e avançaram para a bandeira laranja. A nova classificação aponta que há, nessas cidades, risco moderado de contrair a Covid-19. Na semana anterior, a bandeira vigente era a vermelha (risco alto).

A análise compara a semana epidemiológica 15 (11 a 17 de abril) com a 13 (28 de março a 3 de abril) de 2021. Na Região Metropolitana II, houve queda de aproximadamente 22% nas mortes. A taxa de positividade é de 37% na região. Já a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 83,5%. Nos de enfermaria é de 63,8%.

Já na Baixada Litorânea, a retração de óbitos foi de 25,7%. A taxa de positividade é de 43%, enquanto a ocupação dos leitos de UTI é de 88,6%. Já os leitos de enfermaria estão com lotação de 58,8%.

Em todo o estado, houve redução de 27% no número de óbitos e de 32% no de casos de internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) na comparação entre as semanas epidemiológicas analisadas. As taxas de ocupação de leitos no estado, nesta sexta-feira (30), são 86,4% para leitos de UTI e 64,6% para leitos de enfermaria.

 

Notícias Relacionadas