Rio de Janeiro,

segunda-feira, outubro 18, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #41

Itaboraí mais perto de ganhar um castramóvel

Mais lidas

Foi sancionada pelo prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli, a Lei nº 2892, de autoria do vereador Ramon Vieira, que cria o programa para a esterilização cirúrgica de cães e gatos com a finalidade de controle populacional.

A unidade móvel será adaptada para castração de cachorros e gatos, além de outros serviços. O veículo será itinerante e irá circular pelo município realizando castração e esterilização dos animais. Além de promover educação em saúde da população no trato com os animais.

A unidade contará com duas mesas de cirurgia, foco cirúrgico, aparelho de anestesia inalatória, balança para pesagem dos animais e outros materiais cirúrgicos, e equipamentos que se fizerem indispensáveis à viabilidade da iniciativa.

Além da equipe com dois médicos veterinários cirurgiões, um médico veterinário anestesista, dois auxiliares de serviços veterinários, dois motoristas, um agente administrativo, um auxiliar de serviços gerais e um palestrante.  E tantos outros profissionais que se fizerem necessários para atingir a meta do projeto, que visa o controle populacional dos animais.

“É uma lei muito importante. Era o momento para se ter um projeto desse porte em Itaboraí, tendo em vista que a necessidade da castração é fundamental para impedir o nascimento desordenado de animais nas ruas que não dispõem de cuidados. Deixar que o animal se reproduza pelo próprio instinto, sem os mínimos cuidados, traz uma série de malefícios para a saúde do próprio animal, que está sujeito a se contaminar por várias doenças, e da população, que convive com eles”, afirma o prefeito Marcelo Delaroli.

O castramóvel atende às normas dos Conselhos Federais e Estaduais de Medicina Veterinária. O projeto seguirá a sensibilização da população sobre a guarda responsável, zoonoses e saúde pública, ministrando palestras. Caberá ao veterinário avaliar o animal antes de decidir pela realização da cirurgia, sendo contribuinte orientado na palestra sobre o pré-operatório e pós-operatório. O projeto será permanente e atuará principalmente nas áreas dos bairros onde for constatado o maior número de animais domésticos e da população com baixa renda.

“Vão ser menos animais com zoonoses nas ruas e a população entenderá a importância de castrar os bichinhos que estarão livres de doenças, do abandono e do sofrimento. Com a castração gratuita, garantida por uma lei correta a qual estabelece critérios e responsabilidades da prefeitura, vamos garantir que pessoas de baixa renda possam cuidar de seus animais de estimação e que a população animal de rua diminua”, explicou o secretário municipal de Agricultura, Abílio Pereira.

Para fazer jus ao benefício da castração, o responsável pelo animal deverá assistir incondicionalmente à palestra educacional, apresentando no ato da inscrição original e cópia do comprovante de sua residência, identidade, CPF e às famílias cadastradas em programas sociais. A unidade móvel permanecerá estacionada em frente a postos de atendimento de saúde, de escolas públicas ou em praças públicas nos dias úteis em cada bairro escolhido até que se conclua a demanda da localidade.

spot_img
spot_img

Últimas noticias