Jornalismo esportivo em luto: morre Rodrigo Rodrigues

Morreu nesta terça-feira (28), aos 45 anos, o jornalista Rodrigo Rodrigues, por conta de complicações decorrentes da Covid-19. “RR”, que tinha como marca principal o bom humor, trabalhava no Grupo Globo desde 2019 e estava internado em um hospital particular da Barra da Tijuca, desde o último sábado.

Rodrigo foi diagnosticado com o novo Coronavírus no dia 13/07 e estava cumprindo o isolamento domiciliar, já que não apresentava sintomas graves. No sábado, no entanto, deu entrada na unidade hospitalar no sábado com vômitos, desorientação e dor de cabeça.

O apresentador foi diagnosticado uma trombose venosa cerebral, e passou por uma cirurgia na noite de domingo para aliviar a pressão intracraniana, mas acabou não resistindo na manhã desta terça.

Rodrigo Rodrigues começou a carreira em 1995, na Rede Vida. Em 2001, partiu rumo a TV Cultura, de onde saiu em 2003 rumo ao SBT. Dois anos a frente, teve rápida passagem pela TV Bandeirantes e acabou retornando para a TV Cultura, onde ancorou o Cultura Meio Dia até 2010.

No início de 2011, foi contratado pela ESPN Brasil. Entre idas e vindas na emissora esportiva, teve passagens pela TV Gazeta, Grupo Turner (Esporte Interativo, TNT e Space) e Rádio Globo.

Em sua última casa profissional, passou por alguns programas entre o SporTV e a própria TV Globo. Seu último programa foi o Troca de Pases, cuja última edição apresentada por Rodrigo foi no dia 09/07, dias antes de ser diagnosticado com a doença.

Rodrigo tinha outras duas paixões: o desenho e a música. O jornalista era, também, guitarrista da banda “The Soundtrackers”, especializada em tocar trilhas de grandes sucessos do cinema, e escreveu livros relacionados ao assunto.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.