Rio de Janeiro,

quinta-feira, junho 24, 2021
spot_img

Leia a nossa última edição #37

Jornalistas poderão ter prioridade de vacinação da Covid-19 no Estado do Rio

Mais lidas

Os jornalistas que atuam na cobertura de matérias relacionadas ao Coronavírus poderão ter prioridade de vacinação contra a doença. É o que determina o projeto de lei, de autoria do deputado Delegado Carlos Augusto (PSD), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota nesta terça-feira (18), em discussão única. Caso receba emendas parlamentares, o texto sairá de pauta.

A proposta complementa a lei que estabeleceu os grupos prioritários para a vacinação contra o coronavírus no Estado do Rio. A legislação em vigor já autoriza a prioridade para trabalhadores da Saúde, Segurança Pública, Assistência Social, Educação, indígenas e quilombolas, pacientes imunodepressivos, trabalhadores do setor alimentício e da agricultura, funcionários de farmácias e de petshops, pessoas em privação de liberdade e exercentes de atividades religiosas. Recentemente, a Casa também aprovou a inclusão dos pais e cuidadores de pessoas com deficiência.

“A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgou em abril o resultado de um triste levantamento: o país é o que tem o maior número de jornalistas profissionais mortos pelo coronavírus: 169, entre abril de 2020 e março de 2021. Por este motivo é necessário que essa categoria profissional esteja nas prioridades de vacinação da pandemia”, declarou.

spot_img

Últimas noticias