Rio de Janeiro,

sábado, setembro 18, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Jovens com 16 e 17 anos com comorbidade já começaram a ser vacinados em Niterói

Mais lidas

A primeira dose da vacina contra a Covid-19 foi aplicada em 227 jovens de 16 e 17 anos com comorbidades e deficiência permanente, na última quinta-feira (22), quando foi iniciada a imunização deste público-alvo.

Durante a transmissão ao vivo nas redes sociais, o prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou que a imunização dessas pessoas vai avançar de acordo com a disponibilidade de doses da Pfizer, atualmente a única com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação neste grupo no Brasil.

“Vamos continuar desenvolvendo este trabalho para que a gente avance também para este público que precisa dessa prioridade. A população pode buscar mais informações sobre as datas específicas de vacinação acessando as redes sociais da Prefeitura”, enfatizou.

Quando a cidade completar o calendário de vacinação das pessoas a partir de 18 anos, a cidade vai seguir com a aplicação de doses em adolescentes sem comorbidades. O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, lembrou que o grupo de jovens com comorbidades e deficiências permanentes é mais suscetível a formas graves da Covid.

Primeira cidade do Estado do Rio de Janeiro a iniciar a imunização deste público, o município está disponibilizando a vacina na Policlínica Carlos Antônio Silva, em São Lourenço, e no drive thru do Campus do Gragoatá da Universidade Federal Fluminense (UFF), em São Domingos.

“Muitas dessas condições estão ligadas a baixa imunidade, além da dificuldade de manter protocolos de proteção. Esses adolescentes e famílias viveram uma realidade muito dura durante a pandemia. Niterói pôde ampliar a imunização para essas pessoas porque já vacinou 80% da sua população acima de 18 anos. Após uma avaliação da disponibilidade de doses, vamos em breve anunciar a continuação deste calendário, até chegarmos aos 12 anos”, disse o secretário.

O prefeito anunciou, ainda, que no dia 31 de julho, Niterói vai realizar o Dia D de vacinação contra a gripe. No início de julho, a vacinação contra o vírus da Influenza foi ampliada para todas as pessoas a partir de 6 meses de idade. A decisão ocorreu após orientação do Ministério da Saúde (MS). Anteriormente, a imunização era destinada aos grupos prioritários definidos pela pasta.

“É muito importante também neste momento de pandemia, que as pessoas se protejam contra a gripe, tomando a vacina”, disse.  

Supera Mais – Durante a transmissão ao vivo, também foi anunciado que a Prefeitura de Niterói vai disponibilizar mais R$ 12 milhões em crédito para capital de giro em uma nova fase do programa Supera Mais, desenvolvido em parceria com a AgeRio para atender micro e pequenas empresas. Os juros serão assumidos pelo município, e o tomador do empréstimo terá carência de até 10 meses para iniciar os pagamentos e possibilidade de quitação em até 36 vezes.

A secretária municipal de Fazenda, Marilia Ortiz, lembrou que o Supera Mais já atendeu a cerca de 400 micro e pequenas empresas da cidade, concedendo mais de R$ 17 milhões em crédito.

“Nós completamos em julho R$ 1 bilhão em investimentos para mitigar os impactos da pandemia na cidade nos últimos 18 meses. Com esses recursos, auxiliamos empresas, as pessoas mais necessitadas na cidade e ampliamos a retaguarda de saúde no município. Isso torna Niterói um exemplo no país, pois não há nenhuma cidade que tenha feito investimentos desse porte”, detalhou a secretária municipal de Fazenda, Marília Ortiz.

spot_img
spot_img

Últimas noticias