spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Justiça eleitoral atende 1,5 mil eleitores em Maricá

spot_imgspot_img

Mais lidas

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) realizou 1.492 atendimentos a eleitores de Maricá nos dias 2, 3, 6, 7 e 8 deste mês, dentro do mutirão Acessa Jus. Entre os atendidos também estiveram indígenas da etnia Guarani Mbya, moradores das aldeias Mata Verde Bonita e Céu Azul, localizadas no municípío.

Os atendimentos foram feitos dentro do programa Justiça Eleitoral Itinerante, que vai aos municípios regularizar a situação de eleitores que não têm condição de ir a um cartório. Além da entrega do título de eleitor, foi feita a identificação biométrica.

Organizada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) e pelo Fórum Permanente do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (Fojurj), a ação marcou a última atuação, neste ano, do projeto Justiça Itinerante do TRE-RJ para a biometrização do eleitorado. No último dia 8, ocorreu o fechamento do cadastro eleitoral, conforme previsto na legislação.

Desde janeiro, o projeto esteve em locais públicos de grande circulação, com o objetivo de facilitar a oferta do serviço de cadastramento biométrico, aproximando o TRE-RJ do eleitorado. A estação Carioca do MetrôRio, o Bangu Shopping, a estação ferroviária Central do Brasil, o BarraShopping e o ParkShopping Campo Grande foram alguns dos pontos de ações realizadas na capital.

A iniciativa também esteve nas cidades de São Gonçalo, Belford Roxo, Itaguaí, Petrópolis, São José de Ubá, Campos dos Goytacazes, Varre-Sai, Nova Iguaçu e Paracambi, e contribuiu para o aumento da base de eleitores com cadastramento biométrico presente na Justiça Eleitoral .

A Justiça Eleitoral ressalta que a campanha #VemPraBiometria, da qual a Justiça Eleitoral Itinerante fez parte, buscou sensibilizar e conscientizar para a importância do cadastramento biométrico, realizando a inclusão das digitais de milhares de eleitores na base de dados. Contudo, ninguém ficará impedido de votar nas eleições municipais de outubro caso esteja com o título regular, apenas pelo fato de não ter a biometria coletada pelo TRE-RJ.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img