Leia a nossa última edição #73

spot_img
spot_imgspot_img

Kelly Slater pode não participar da etapa da WSL em Saquarema; entenda

spot_imgspot_img

Mais lidas

Lenda do surfe mundial, o americano Kelly Slater pode não desfilar seu talento nas ondas de Itaúna, em Saquarema, em 2022. Por não ter se vacinado contra a Covid-19, ele pode ser impedido de participar da competição.

Para entrar no Brasil, é necessário comprovar que já recebeu as duas doses da vacina – em caso de estrangeiros. Além disso, Kelly também precisaria apresentar teste negativo para Covid-19 (antígeno coletado até 24 horas antes do desembarque ou tipo PCR realizado até 72 horas antes).

“A WSL teve uma experiência grande em 2021 fazendo eventos em uma situação de pandemia bastante rigorosa. Conseguimos seguir todos os protocolos e respeitar todas as autoridades locais dos países que visitamos. Conseguimos com sucesso e com segurança para todos os atletas, todo o staff e para a comunidade local fazer com que o evento acontecesse”, disse Ivan Martinho, CEO da WSL América Latina.

O dirigente afirmou que o protocolo deverá ser seguido também neste ano. “Essa experiência é que a gente vai levar para 2022. Obviamente sempre colocando a segurança de todos em primeiro lugar”, concluiu Martinho.

A etapa de abertura do WSL Championship Tour 2022 começa no dia 29 de janeiro e será transmitida ao vivo pelo site e aplicativo e YouTube da WSL. O SporTV e Globoplay também transmitem a competição.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img