Rio de Janeiro,

segunda-feira, setembro 20, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Lideranças sociais e sindicais aprovam pré-candidatura a deputado federal de Cláudio Vigilante

Mais lidas

As articulações para as eleições de 2022 estão a todo vapor pelo Estado do Rio. No fim de semana, cerca de 40 lideranças sindicais e de movimentos sociais se reuniram para definirem que querem um representante na Câmara dos Deputados.

O nome escolhido é de Cláudio Vigilante, atual presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo e região e vice-presidente da Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV).

Essa não é a primeira vez que o sindicalista disputa uma vaga no Congresso Nacional. Em 2010, disputou a eleição e não se elegeu.

O encontro que selou sua pré-candidatura aconteceu no prédio histórico do Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói e reuniu lideranças de Niterói, São Gonçalo, município do Rio, Volta Redonda, Duque de Caxias, Petrópolis, Itaguaí, Angra dos Reis e Nova Friburgo, além de apoiadores e entusiastas da pré-candidatura.

Cláudio Vigilante é filiado ao PDT no município de São Gonçalo. Nos próximos dias, ele será recebido pelo presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, para chancelar seu desejo e de seu grupo em disputar as eleições do ano que vem.

“Há muito tempo venho sendo cobrado por não colocar o nome à disposição do grupo para a disputa. Acho que chegou o momento. Estamos bem estruturados, com uma maturidade ainda maior e legitimados para brigar em defesa dos interesses da classe trabalhadora e das nossas comunidades. Vou manifestar ao partido minha intenção na pré-candidatura para disputar a legenda do nosso PDT”, afirma Cláudio Vigilante.

“Nosso compromisso a partir de hoje é trabalhar para eleger Cláudio Vigilante. Confiamos no trabalho dele, conhecemos sua dedicação e em Volta Redonda e região vamos trabalhar o seu nome com todos os nossos contatos, amigos e categoria para realmente termos quem brigue por nós em Brasília”, afirma Valéria Gonçalves Martins, presidente do Sindicato dos Vigilantes do Sul Fluminense.

Adriano Linhares, sindicalista e presidente do Sindicato dos Vigilantes de Petrópolis, Teresópolis, Três Rio e região, participou do encontro e definiu como apenas o início da jornada.

“Estamos carentes de representantes que olhem por nós. Conhecemos a trajetória do Cláudio e, por isso, iniciaremos agora um trabalho de formiguinha para convencer todos os colegas, familiares e quem puder sobre a importância de termos alguém na disputa que seja nossa voz”, disse.

A oficialização da candidatura é realizada pelo partido. As eleições de 2022 vão eleger deputados estaduais, deputados federais, senadores, governadores e Presidente da República.

spot_img
spot_img

Últimas noticias