Mãe que tentou salvar criança de afogamento em Itaipuaçu segue internada em estado grave

Das três pessoas de uma mesma família (pai, mãe e filho) que se afogaram na manhã de domingo (22), na praia de Itaipuaçu, apenas a mãe, identificada como Marlete Lopes Coelho, de 37 anos, segue internada em estado grave.

De acordo com a prefeitura de Maricá, as três pessoas foram resgatadas por guarda-vidas da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, às 10h50 deste domingo (22), vítimas de afogamento na praia de Itaipuaçu (Rua 116 próximo a restinga). Os três foram encaminhados para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro, e para a UPA, em Inoã. Marlete Lopes Coelho, de 37 anos, foi levada para a UPA e segue internada em estado grave. O filho Lucas Lopes Santos, de 9 anos, também foi encaminhado para a UPA e liberado no domingo após realização de exames. O marido Kleber Roberto Santos, de 49 anos, foi levado para o hospital, fez os exames e também teve alta no domingo.

De acordo com os socorristas, Por volta das 10h30, Lucas (filho) brincava na areia quando foi surpreendido por uma onda e arrastado por ela. A mãe da criança, Marlete, tentou resgatar o filho e também foi arrastada por uma onda. Kleber vendo filho e esposa se afogarem, entrou na água e conseguiu resgatá-los. Os três receberam os primeiros socorros ainda na areia e foram encaminhados para as unidades de saúde.

Ressaca – A Marinha do Brasil emitiu, neste domingo (22/09), um aviso de ressaca. De acordo com o centro de operações, estão previstas ondas de 2,5m de altura a partir desta segunda-feira (23), às 21h. O alerta se estende até às 9h de quarta-feira (25).

Orientações:

– Evitar o banho de mar e esportes na praia neste período;

– Não permanecer em mirantes ou em locais próximos ao mar durante o período;

– Os frequentadores de praias devem seguir as orientações das equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil;

– Evitar trafegar de bicicleta na orla caso as ondas estejam atingindo as calçadas;

– Os pescadores devem evitar navegar durante o período de ressaca;

– Não entrar no mar para resgatar vítimas de acidente. Neste caso, acione imediatamente as equipes do Corpo de Bombeiros.

Notícias Relacionadas