Mais de 100 fuzis M16 são encontrados na casa do amigo de suspeito de atirar contra Marielle

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

117 fuzis M16 foram encontrados na casa de um amigo do PM Ronnie Lessa, suspeito de ter sido o atirador na execução da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes em 14 de março do ano passado e que fpi preso na manhã de hoje (12). A apreensão foi feita pela Divisão de Homicídios (DH), responsável pela investigação do caso.

As armas são novas e estavam desmontadas em caixas (faltavam apenas os canos). Segundo o secretário de Polícia Civil, Marcos Vinícius Braga, esta é a maior apreensão de fuzis da história do Rio.

Alexandre Mota de Souza, dono da casa onde os fuzis foram encontrados, disse que Lessa entregou as caixas a ele, pediu para que ele guardasse e que não as abrisse. Alexandre acabou preso, entretanto, sob a suspeita de tráfico de armas. As investigações apontaram para ele após a Polícia acreditar que ele seja um laranja do PM preso, tendo em seu nome um barco que seria de Ronnie.

Notícias Relacionadas