Manifestações contra e a favor de Jair Bolsonaro marcam o sábado em todo o país

Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Milhares de manifestantes se reuniram na tarde deste sábado (29/09) para protestar a favor e contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) em todo o país. Cidades de grande e médio porte no país e no exterior registraram protestos, onde palavras de ordem favoráveis e não-favoráveis às ideias do candidato puderam ser ouvidas.

RIO DE JANEIRO – Atividades culturais marcaram o início da concentração na Cinelândia, no centro do Rio. A mobilização contou a presença de homens e mulheres. Músicas e palavras de ordem falavam de machismo no comportamento do candidato lembravam o mote do ato: “ele não”.

Da Cinelândia, as manifestantes se dirigiram para a Praça XV, também no centro da capital fluminense, onde um palco foi montado. A analista de contas Consuelo Lardosa estava lá com a filha. “As palavras que têm sido ditas são de muita violência contra as mulheres e agridem a todas as mães que lutam e batalham por um pouco dignidade para seus filhos, em país tão difícil como o nosso. Estamos aqui, assim como outras famílias, pais com suas crianças, afinal é um movimento de paz e não de ódio”, afirmou. (Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil)

SÃO PAULO – A concentração começou às 15h no Largo da Batata, na zona oeste. A organização do ato estimou o número de participantes em 200 mil. A Polícia Militar não fez estimativa e informou que não foram registradas ocorrências relevantes. (Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil)

Participaram da manifestação representantes de partidos políticos, movimentos sociais e ativistas de diversas áreas. Estiveram presentes também alas de torcidas organizadas de clubes da capital paulista.

Por volta das 17h30, a passeata começou a se movimentar pela Avenida Faria Lima, em direção à Avenida Paulista. Um grupo de mulheres entoava palavras de ordem contra o candidato do PSL.

BRASÍLIA – Pelo menos 30 mil pessoas, de acordo com as organizadoras, participaram do ato convocado pelo coletivo “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”. Na última atualização da Polícia Militar (PM), a mobilização tinha 7 mil pessoas. O protesto foi pacífico. 

As manifestantes ocuparam três das cinco faixas da pista norte do Eixo Monumental, saindo da altura da Rodoviária do Plano Piloto em direção ao complexo cultural da Funarte, próximo à Torre de TV, zona central da capital do país.

Além de palavras de ordem contra Jair Bolsonaro, que ressaltavam a postura do candidato em relação às mulheres, à população negra e ao movimento LGBT, centenas de manifestantes portavam cartazes, camisetas e bandeiras com frases sobre a luta anti-homofobia e antirracismo.

Além da capital federal, a manifestação contra o presidenciável ocorreu em várias cidades brasileiras e no exterior. Brasileiros e estrangeiros se reuniram em Nova York (EUA), Viena (Áustria), Milão (Itália), Londres (Reino Unido), Paris (França), Berlim (Alemanha), Barcelona (Espanha), Porto, Coimbra e Lisboa, em Portugal.

APOIADORES DE BOLSONARO TAMBÉM SE MANIFESTAM

Uma concentração de apoiadores de Bolsonaro ocorreu na praia de Copacabana, na zona sul da cidade. Marcada para as 14h, a manifestação foi na altura do Posto 5. Os manifestantes vestiram camisetas nas cores verdes e amarelas com o rosto do presidenciável. Pouco antes das 19h, o Centro de Operações do Rio informou, nas redes sociais, que as pistas estavam liberadas. O movimento teve, como uma das organizadoras, a ex-ativista feminista Sara Winter.

Há informações de manifestações em São Paulo, Belo Horizonte, Teresina, Manaus e em várias cidade de grande e médio porte no país. Em alusão aos adversários, os manifestantes usaram como referência a hashtag #EleSim. (Fotos: Divulgação / Sara Winter)

Nas redes sociais, Jair, Flávio e Carlos Bolsonaro postaram vídeos de manifestações favoráveis ao presidenciável. No Twitter de Jair Bolsonaro foi publicado o vídeo de uma caminhada de apoio a ele, em uma das principais avenidas de Joinville, em Santa Catarina.

A equipe de Bolsonaro também postou vídeo de uma carreata em Jiparaná, em Rondônia. Sem mencionar o local exato do Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro publicou um vídeo em que mulheres, reunidas em um auditório, gritam que o candidato as representa.

Já Carlos Bolsonaro, também no Twitter, postou um vídeo do Teatro Amazonas, em Manaus, em que manifestantes ocuparam a frente do local e gritaram palavras de ordem favoráveis à candidatura. A maioria era de mulheres vestidas de cor-de-rosa e cantando músicas em favor de Bolsonaro.

As imagens da chegada de Bolsonaro em sua casa no Rio também foram postadas no Twitter do filho Carlos. Nelas, o candidato não aparece, mas há manifestantes gritando palavras de apoio e imagens da movimentação da escolta policial. (Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil)

*com informações da Agência Brasil

Notícias Relacionadas