Maracanã vai sediar a final da Copa Libertadores de 2020

Palco dos maiores eventos esportivos do mundo, o Maracanã sediará a final da Copa Libertadores da América de 2020. O anúncio oficial foi feito nesta quinta-feira (17) pelo conselho da Conmebol (Confederação Sul Americana de Futebol), em Luque, no Paraguai.

Antes do anúncio, o governador Wilson Witzel fez uma apresentação aos membros do conselho para defender a candidatura do Maracanã e mostrar a infraestrutura que o Rio de Janeiro tem para sediar a final da maior competição de futebol entre clubes da América do Sul. Além da capacidade da rede hoteleira para receber os turistas, o governador ressaltou a experiência do Rio em protocolos específicos de segurança para grandes eventos.

“Receber essa grande final no Maracanã, que completa 70 anos em 2020, é uma grande alegria. O Rio já foi sede de eventos como Copa do Mundo, Jogos Olímpicos e Copa América. A cidade está pronta para receber os torcedores para a Libertadores, com infraestrutura hoteleira completa, com 40 mil vagas. Temos uma equipe especial para atender todas as demandas de segurança, com sistema de câmeras de reconhecimento facial ligado ao banco de dados da Polícia Civil, além de infraestrutura completa de mobilidade”, explicou o governador, que estava acompanhado dos secretários de Turismo, Otavio Leite, e de Esporte, Felipe Bornier, e do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo.

Candidatura

Em janeiro, o governador apresentou oficialmente a candidatura do Maracanã para sediar a final da Libertadores. Mais sete estádios concorreram: Arena Corinthians, Mineirão, Arena do Grêmio, Beira-Rio, Morumbi, Estádio Mario Kempes, na Argentina, e Estádio Nacional de Lima, no Peru.

O Maracanã já foi sede da final da Copa Libertadores da América em três edições desde quando foi criado o torneio, em 1960. Também já recebeu as finais da Libertadores entre Flamengo e Cobreloa (1981), Vasco da Gama e Barcelona de Guaiaquil (1998) e Fluminense e LDU (2008).

Notícias Relacionadas