Maracanã poderá receber partida final da Libertadores em 2020

Divulgação

Divulgação

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria da Casa Civil e Governança, reiterou a candidatura do Rio de Janeiro junto à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para receber a final da Copa Libertadores da América no ano que vem. Na reunião realizada na última terça-feira (27/08) com representantes da entidade sul-americana, a administração estadual abraçou a responsabilidade de apresentar todas as garantias previstas pelo caderno de encargos da instituição. O Maracanã foi o estádio escolhido pelo Estado para ser o palco da partida decisiva que já teria data para ser realizada: dia 21 de novembro de 2020. 

“Daremos todas as garantias que precisarem para a realização do evento. A política do governo é melhorar as condições do turismo e criar um calendário anual para eventos. Nos colocamos como viabilizador e facilitador”, disse o secretário da Casa Civil e Governança, José Luis Zamith. 

Junto com a Secretaria da Casa Civil, estão a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e a Prefeitura do Rio.

Outros estados concorrem

Além do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul também estão na disputa para sediar a decisão do principal torneio interclubes da América do Sul. Cada um dos candidatos recebeu um questionário abordando os mais diversos temas, como legado, mobilidade e acomodação. O prazo para entrega é até o dia 5 de setembro.

As respostas serão analisadas pela comissão da Conmebol, que posteriormente fará a votação. Até lá, serão feitas quatro inspeções no estádio escolhido. O anúncio do vencedor será no dia 20 de setembro.

A partir deste ano, a Libertadores será decidida em jogo único. A data da final está marcada para o dia 23 de novembro, em Santiago do Chile.

 

Notícias Relacionadas