Maraey pode firmar parceria comercial com o Aeroporto de Maricá

Aeroporto Maricá A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) administra o Aeroporto Municipal de Maricá e funciona no local. | Foto: Roberval Silva / Divulgação Codemar

O Presidente da Companhia de Desenvolvimento de Maricá ((Codemar), Olavo Noleto, e o CEO de Maraey, Emilio Izquierdo, estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira (20) para alinhar uma parceria comercial envolvendo o Complexo turístico-residencial Maraey e o Aeroporto de Maricá.

O projeto, que está em fase final para obter a Licença de Instalação por parte do INEA (Instituto Estadual de Meio Ambiente do Rio de Janeiro), tem previsão de iniciar as obras de infraestrutura ainda no primeiro semestre deste ano.

Para Olavo Noleto, a tratativa entre o Aeroporto de Maricá e a IDB Brasil é uma oportunidade. Vale lembrar que o Aeroporto de Maricá está localizado a 60 km de distância da capital fluminense, além de ser um equipamento moderno que já atende à aviação executiva e offshore.

“A reunião aconteceu devido à manifestação da Codemar e do Maraey em desenvolver uma parceria comercial do Aeroporto a partir da previsão de impulsionamento dos Resort do grupo Maraey”, disse.

Já o CEO do Maraey falou da importância de construir parcerias para impulsionar o crescimento de Maricá.

“Antevemos parcerias relevantes, com o apoio das entidades governamentais, que irão contribuir para o impulsionamento de Maricá. Caminhamos lado ao lado pelo desenvolvimento de Maricá e reforçamos nosso compromisso com a Prefeitura da cidade e a Codemar. Apesar do ano desafiador que vivemos em 2020, Maraey alcançou importantes objetivos e avançou em parcerias público-privadas que beneficiam toda a população, como a mais recente, assinada com o Senac e a Prefeitura.” afirmou Emilio Izquierdo.

O Projeto

Projeto Maraey contará com quatro hotéis cinco estrelas, que receberão uma média de 300 mil turistas por ano, entre eles um luxuoso eco-boutique resort e um hotel desenhado para ser o mais icônico resort de convenções à beira-mar do país.

A área do empreendimento tem 840 hectares, dos quais somente 6,6% terão edificações ao final da construção do Maraey. Descontando-se áreas de intervenção, como vias de acesso, jardins e o trecho já ocupado pela comunidade de Zacarias, 81% da área será preservada ou recuperada para garantir a vegetação nativa.

 

 

Notícias Relacionadas