Maraey recebe ‘OK’ da Câmara de Maricá para uso do solo na Restinga

Foto: Divulgação / IDB

Foi aprovado em 1º turno, na manhã desta quarta-feira (16), por 15 a 2, a mensagem executiva referente ao projeto de lei que permite a ocupação do solo na área da restinga, local onde será instalado o empreendimento turístico-imobiliário Maraey.

O empreendimento contará com quatro hotéis 5 estrelas, que receberão uma média de 300 mil turistas por ano. A expectativa é que o Maraey possa criar 36 mil novos empregos e geração de R$ 1 bilhão em impostos por ano, quando entrar em operação total nos próximos 14 anos.

Durante a votação, dois vereadores foram contrários a mensagem executiva. Os parlamentares ressaltaram a importância da preparação e instalação de saneamento básico na região antes da implantação do resort.

Em nota, A IDB Brasil informou que o projeto está, atualmente, aguardando a Licença de Instalação, por parte do Inea, para iniciar suas obras de infraestrutura, que já na primeira fase irão contemplar, além da criação da Reserva Particular de restinga (RPPN), pontos essenciais como  rede viária e desenho urbano, pavimentos e calçadas, abastecimento de água, rede de saneamento e tratamento terciário de esgoto, eletricidade, rede de telecomunicações, arquitetura paisagística, preparação dos lotes e serviços de terraplanagem.

Ainda segundo a IDB Brasil, Maraey terá duas estações de tratamento de esgoto (ETES) para tratar 100% de seus efluentes através de tecnologia terciária, considerada a mais avançada do mercado e que torna possível a reutilização da água. O efluente tratado atingirá padrões melhores que os existentes atualmente na Lagoa de Maricá, tornando-se água reutilizável para ser reaproveitada na rega de jardins ou limpeza.

Sustentabilidade – A preservação do meio ambiente é, de acordo com a IDB Brasil, um dos pontos centrais do empreendimento. “Os patrimônios ambiental, social e cultural da região são componentes fundamentais ao empreendimento, e é nossa missão protegê-los”, acredita o diretor-executivo da IDB Brasil, David Galipienzo.

Desenvolvido numa área de 840 hectares em Maricá, Maraey tem como objetivo se tornar um exemplo mundial de sustentabilidade, com equilíbrio ambiental, econômico e social. O resort terá, ainda, um centro de pesquisas ambientais que conta com o apoio de renomadas instituições acadêmicas, como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Tipologias – O projeto oferecerá ainda novas moradias de diferentes tipologias (multifamiliar, duplex e vilas) com serviços integrados como escola, hospital, shopping e negócios, além de inúmeras atividades de lazer e esportivas. MARAEY inclui, também, uma universidade de hotelaria de padrão internacional, para posicionar Maricá como um polo de formação especializada na América Latina.

Zacarias – As cerca de 200 famílias de pescadores que vivem na comunidade de Zacarias, dentro da área do empreendimento, serão beneficiadas pela regularização fundiária, com cessão de título de propriedade e entrega de escritura definitiva aos moradores. Haverá, ainda, incentivo à cultura e a pesca locais, com programas de recuperação da Lagoa de Maricá, de repovoamento de espécies nativas e de resgate e de divulgação da memória familiar de Zacarias, através da criação da Casa do Pescador Artesanal.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.