Rio de Janeiro,

segunda-feira, agosto 2, 2021
spot_img

Leia a nossa última edição #39

Maricá: Aluna do pré-Uerj gratuito passa em primeiro lugar

Mais lidas

“Foi realmente uma sensação maravilhosa e surreal quando vi a minha colocação”; a afirmação é de Rafaela Amorim dos Santos, moradora de Araçatiba e uma das alunas do projeto Pré-UERJ Maricá Especificas, que prepara estudantes do município para a segunda fase do vestibular da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Rafaela, que passou para Pedagogia, vai entrar na universidade com a moral de ter sido a primeira colocada no exame vestibular. Isso mesmo; a aluna que se preparou no projeto conjunto das secretarias de Relações Institucionais, Educação, Cultura e Economia Solidária foi aprovada como a melhor concorrente da seletiva.

“Foi em consequência das aulas oferecidas, dos professores e dos grupos de estudo montados no projeto que já na primeira fase do vestibular da Uerj eu consegui a nota A e depois, na segunda fase, conquistei uma boa pontuação, ou seja, sem o Pré-Uerj eu não teria ficado em primeiro lugar no curso de Pedagogia”, contou Rafaela. “Estou muito animada e não vejo a hora de fazer a minha matricula e começar os estudos”, confidenciou a futura pedagoga.

E se engana quem pensa que parou por aí. Morador do Condomínio ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Itaipuaçu, André Felipe Bonfim também cursará Pedagogia na universidade estadual. “Ver meu nome entre os aprovados da UERJ é uma conquista muito grande. Sem esse curso preparatório eu não teria conseguido passar para a universidade que eu escolhi. Esse é um projeto muito importante para o estudante de Maricá e espero realmente que ele continue em 2020”, desejou – o também – futuro pedagogo.

Catharine de Carvalho, moradora de Ponta Grossa e futura aluna de Serviço Social na Uerj, considerou o preparatório como “grande incentivo”. “Estar na lista de classificados da Uerj me pegou de surpresa, mas uma surpresa muito boa. O projeto Pré-Uerj foi um grande incentivo para mim e uma grande ajuda. É muito bom saber que mesmo não podendo pagar um cursinho caro, consegui ter a chance de entrar pra uma das grandes universidades do Rio graças a um projeto social”, afirmou.

De acordo com o professor e idealizador do projeto, Willian Campos, esse é só o começo e a lista de aprovados na Uerj e em outras instituições deve começar a crescer a partir de fevereiro quando mais resultados serão divulgados.

“O Pré-Uerj Maricá Especificas nasceu em 2018 como um desdobramento do Pré-Enem Popular, já que o vestibular da Uerj não faz parte do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), inclusive também tivemos naquele ano um aluno aprovado em primeiro lugar no curso de Biologia”, lembrou Willian.

“Esses alunos aprovados na Uerj são apenas os primeiros resultados divulgados, tendo em vista que as inscrições para o Sisu ainda estão acontecendo, as inscrições para o ProUni (Programa Universidade para Todos) só começam no dia 28 de janeiro e o FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) só começa em 05 de fevereiro, ou seja esse é só o inicio da alegria”, avalia o professor.

spot_img

Últimas noticias