Maricá: aulas presenciais em escolas particulares a partir de fevereiro

Foto: Arquivo / Divulgação

As atividades escolares presenciais nas escolas privadas de Maricá estão autorizadas a partir de fevereiro; é o que informou a Prefeitura de Maricá na noite desta sexta (23). Já as aulas presenciais na rede municipal de ensino seguem suspensas por tempo indeterminado.

As aulas presenciais já foram autorizadas pelo Gabinete de Prevenção, que reúne pastas como Saúde e Educação. Entretanto, de acordo com a secretária de Educação Adriana Luiza da Costa, optou-se, em um primeiro momento, em se manter as atividades remotas na rede pública de ensino.

“Em fevereiro seguiremos com as aulas remotas em todas as escolas da nossa rede municipal. Já as escolas privadas, por terem um menor número de estudantes, terão a autorização, por parte da Secretaria de Saúde, ao retorno das aulas de forma presencial, seguindo todo o protocolo sanitário e com 50% do quantitativo, sendo a presença facultativa aos estudantes”, explicou Adriana.

Antes do retorno, a Prefeitura de Maricá fará a testagem de todos os profissionais de ensino (tanto da rede pública, quanto da rede privada). Em dezembro do ano passado, um processo de testagem dos profissionais já começou a ser feito. O objetivo foi a montagem do Mapa Virológico da rede de ensino do município.

 

A partir do retorno presencial, uma equipe da Secretaria de Educação fará o acompanhamento do funcionamento presencial das escolas privadas da Educação Infantil. Já a Secretaria de Saúde acompanhará às questões sanitárias de todas as escolas para acompanhar possíveis aumentos dos casos de Covid-19.

Retorno na Rede Municipal – Na próxima semana, está prevista uma reunião entre as secretarias de Saúde e Educação para que haja a definição da data do retorno presencial das atividades da rede pública de ensino.

“É importante destacar que estamos fazendo toda essa análise junto a vigilância sanitária, acompanhando todas as unidades e elaborando um cronograma de avaliação para que só então consigamos definir a data mais precoce de retorno das aulas presenciais da rede municipal”, concluiu a secretária de Saúde Simone Costa.

Notícias Relacionadas