Maricá esclarece ‘Fake News’ sobre morte após paciente receber dose da vacina

REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

A prefeitura de Maricá divulgou no início da tarde desta terça-feira (26), uma nota esclarecendo um boato sobre a morte de uma agente do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Maricá.

De acordo com a prefeitura, a informação equivocada que circula nas redes sociais é que o condutor e socorrista do SAMU, Robson Marques Lima, teria falecido após receber uma dose da vacina contra a covid-19. De acordo com informações da Secretaria de Saúde, Robson morreu no dia 24 de janeiro, por Infarto Agudo do Miocárdio (IAM).

Ainda segundo a prefeitura, Robson, que era morador de Inoã, atuava em Niterói e São Gonçalo. Era uma paciente que apresentava outras comorbidades como a diabetes, e em nenhum momento foi relatada reação pós vacinal. O óbito foi dado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Maricá.

Notícias Relacionadas