Rio de Janeiro,

quarta-feira, maio 25, 2022
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #48

Maricá FC: jogadores terão que estar vacinados para disputar a Copa do Brasil

Mais lidas

Os atletas do Maricá FC que disputarão a primeira fase da Copa do Brasil terão que estar vacinados com as duas doses contra a Covid-19. Publicada nesta sexta (21), a norma está prevista no Guia Médico de Medidas Protetivas para o Futebol Brasileiro 2022 da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), organizadora do torneio.

No documento, a CBF afirma que “é obrigatório ao indivíduo a apresentação do comprovante de vacinação plena para a Comissão Médica Especial da CBF”. Apenas jogadores vacinados serão inscritos nos torneios da entidade.

“Entende-se como vacinação plena o período de 14 dias após a aplicação da segunda dose se utilizada as vacinas de duas doses ou a aplicação da vacina de dose única”, diz o documento.

Caso o clube não apresente o comprovante de vacinação do atleta, a inscrição do jogador será bloqueada no Portal Médico da CBF. O atleta só poderá ser relacionado em uma partida com o certificado vacinal.

“Grande parte das internações hoje são de pessoas que não se vacinaram. A variante ômicron é muito transmissível e os atletas têm que jogar sem máscaras. Então que nós podemos fazer é exigir que todos se vacinem para evitar casos graves”, disse o presidente da Comissão Médica da CBF, Jorge Pagura, ao portal “ge”.

Torneios estaduais – A determinação não vale, no entanto, para a disputa do Campeonato Carioca Série A2 ou para a Copa Rio de Profissionais, competições que o Maricá FC deverá disputar ao longo do ano.

Entretanto, a CBF recomenda que as federações estaduais também exijam o comprovante de vacinação. “O interesse coletivo supera o interesse individual em relação à vacinação. A CBF prioriza aqueles que têm a vacinação completa”, comentou Pagura.

spot_img
spot_img

Últimas noticias