Maricá inicia ações de sanitização e higienização dos locais públicos

Maricá iniciou nesta segunda-feira (30), duas ações de combate ao avanço do coronavírus, a higienização e sanitização dos bens públicos e regiões de grande circulação de pessoas. O serviço ocorrerá em dois períodos durante o dia, entre 6h e 20h.  O primeiro local a receber o combate foi o Terminal Rodoviário do Centro de Maricá.

O início da operação começou com a higienização do Terminal Rodoviário. O produto utilizado foi o Quartenário de 2ª geração, indicado pela Anvisa. Essa ação, é mais simples e não precisa de preparo. Já a Sanitização, que também será realizada no município, utilizará o Quartenário de 5ª geração, o mesmo utilizado na China, e precisa de um preparo mais detalhado para ser aplicado, entre eles a varrição e lavagem do local a ser aplicado.

De acordo com Bruno Rodrigues, diretor de coletas de resíduos e varrição da Somar, o contrato abrange áreas como as rodoviárias, praças e pontos de ônibus.

“São dois contratos distintos – desinfecção/higienização e a sanitização. A aplicação acontecerá duas vezes ao dia. Enquanto tivermos necessidade executaremos o contrato. A sanitização terá um período de 14 dias e a desinfecção é um contrato contínuo e durará enquanto houver pandemia. Em nenhuma das ações será necessário evacuar a região de aplicação. Em ambos os processos serão cinco equipes trabalhando simultaneamente. Esse serviço necessita da cooperação da população. Estamos atacando locais públicos e quanto menor a circulação, mais eficaz é o combate”, disse.

Além das regiões citadas, os ônibus vermelhinhos receberão sanitização duas vezes ao dia (antes de cada turno). Os profissionais também atuarão na área bancária; acessos aos prédios públicos, mercados e comércios autorizados ao atendimento público; locais de grande concentração de pessoas; nos entornos dos hospitais Che Guevara (São José do Imbassaí) e Conde Modesto Leal (Centro), UPA 24h (Inoã), Posto de Saúde Central (Centro), Posto de Saúde Santa Rita 24h (Itaipuaçu) e nos condomínios residenciais Carlos Marighella (Itaipuaçu) e Carlos Alberto Soares de Freitas (Inoã).

É importante destacar que, apesar dos funcionários usarem vestimentas de proteção, o produto não causa nenhum efeito colateral, nem agride pessoas que estejam na rua. A medida é apenas uma proteção aos funcionários que ficam expostos durante o processo.

Através das redes sociais, o prefeito Fabiano Horta reforçou a importância do isolamento social.

”Isolamento social por hora! Iniciamos a higienização e sanitização dos centros urbanos, rodoviárias, vermelhinhos e áreas de circulação de pessoas em diversos bairros. Vamos enfrentar o vírus e preparar nossa Rede de Saúde pra salvar vidas. Unidos e solidários venceremos esse tempo difícil”, declarou.

Contrato – A informação da sanitização foi publicada no Jornal Oficial de Maricá (JOM), na sexta-feira (27) no portal da prefeitura. A empresa contratada é a Sanemix e o valor do contrato é de R$ 781.811,76, pelo prazo de seis meses.

 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.