Maricá participará da implantação de projetos na geração de energia elétrica com materiais descartados

Foto: Roberval Silva

O Instituto Rio Metrópole e a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) assinaram, nesta quarta-feira (23), o Termo de Cooperação Técnica para a realização de um conjunto de estudos que envolvem as temáticas de resíduos sólidos e segurança hídrica.

O termo assinado visa avaliar a viabilidade para a implantação de projetos, entres eles, a elaboração do Plano Metropolitano de Resíduos Sólidos que inclui a geração de energia elétrica utilizando materiais descartados. Atualmente, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro produz cerca de 19 mil toneladas de lixo por dia.

A tecnologia pensada para a conversão de resíduos sólidos em energia elétrica na Região Metropolitana é similar à utilizada no Japão desde 1979. O sistema, além de separar o resíduo orgânico, permite realizar a selecionar o material reciclável em diferentes categorias para o melhor aproveitamento. O resíduo não-reciclável é destinado a uma usina termoelétrica, onde é queimado em 1.800ºC e gera energia elétrica sem produzir efluente gasoso tóxico ou perigoso.

A iniciativa está dentro das premissas de ações sustentáveis propostas pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado (Pedui) da Região Metropolitana.

Notícias Relacionadas