Maricá passa a integrar cadastro da rede de infraestrutura aérea e subterrânea da Região Metropolitana

Foto: Fernando Silva

Foto: Fernando Silva

O Governo do Estado, através da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, promoveu na quinta-feira (22/11) a Consolidação do Projeto Geovias Metropolitano. O programa consiste na integração de um cadastro da rede de infraestrutura aérea e subterrânea de 10 concessionárias dos 21 municípios da Região Metropolitana. As prefeituras de Maricá, Mesquita, São João de Meriti, Itaboraí e Rio Bonito passam a integrar o sistema, já usado pela Prefeitura do Rio.

“É um trabalho extraordinário de fundamental importância para todos os municípios, que vêm ao longo de três anos, sendo traçado com a criação da Câmara Metropolitana”, afirmou o governador Luiz Fernando Pezão.

Foram assinados acordos de cooperação entre a Câmara Metropolitana e as prefeituras e os termos de prorrogação com dez concessionárias.

Cadastro

O projeto Geovias Metropolitano constrói uma base de dados unificada e atualizada das redes da infraestrutura da Região Metropolitana.

“É possível compartilhar informações das redes de distribuição de água, gás, esgoto, energia elétrica, telefonia e dutos para a coordenação de obras de forma integrada, prevenindo acidentes”, explicou o diretor executivo da Câmara Metropolitana, Paulo César Silva Costa.

O sistema também permite a racionalização do planejamento de obras e melhoria de arrecadação, tanto para as concessionárias quanto para as prefeituras da Região Metropolitana.

O Geovias permite a atualização permanente do cadastro da infraestrutura, tendo como base de hospedagem de dados o Instituto Pereira Passos (IPP). As concessionárias integrantes do sistema são: Light, Enel, CEG, CEG-Rio e Cedae, entre outras.

Notícias Relacionadas