Maricá: Resort terá 55% da frota de veículos elétricos e híbridos e bicicletas compartilhadas

Imagem divulgação Imagem divulgação

Com a sustentabilidade como um dos principais pilares do projeto, o empreendimento turístico-residencial Maraey, que começará a ser construído no primeiro semestre deste ano, em Maricá, na Costa do Sol fluminense, terá como uma das frentes prioritárias a mobilidade. O objetivo é que 55% da frota que circulará no complexo seja de veículos elétricos ou híbridos; para isso, contará com uma infraestrutura para a recarga dos veículos movidos por eletricidade em todo seu território.

“Num empreendimento da dimensão do nosso, com 840 hectares, a mobilidade é um ponto-chave para turistas e residentes, e todos os nossos esforços estarão voltados para modais de baixo impacto ambiental. Queremos nos tornar referência mundial nos cenários de turismo e moradia sustentáveis, e isso inclui um novo olhar para o transporte”, diz o CEO de Maraey, Emilio Izquierdo.

Para abastecer os veículos, Maraey disponibilizará postos de recarga em vagas de estacionamento tanto de acesso público, em diversos pontos, quanto em todas as residências. A estimativa, quando o empreendimento estiver em plena operação, é que mais de 8 mil veículos híbridos e elétricos circulem pelo complexo.

Outro recurso sustentável de Maraey envolvido no incentivo a veículos “limpos” será o uso de fontes renováveis de energia. Com baixíssimos níveis de emissão de gases poluentes, as fontes alternativas já previstas para o projeto, tais como solar, biogás, geotérmica e eólica, apoiarão também a recarga dos veículos movidos a eletricidade nas áreas comuns do empreendimento.

Ciclovia e bicicletas compartilhadas

Além de veículos motorizados elétricos, as bicicletas são outro transporte sustentável de destaque no projeto de Maraey. Com 20 km de extensão, a ciclovia do complexo será a maior em empreendimentos privados no Brasil. No caso de Maricá, essa extensão implica uma expansão da malha cicloviária, chegando a 57,5 km. O sistema de compartilhamento de bicicletas também será mais um mecanismo de mobilidade sustentável do empreendimento.

Notícias Relacionadas