spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Maricá terá Centro Olímpico Educacional do Skate Brasileiro em Itaipuaçu

spot_imgspot_img

Mais lidas

Durante a cerimônia de abertura do “Maricá Skate Fest”, em Itaipuaçu, que aconteceu na manhã deste sábado (04/05), o prefeito Fabiano Horta anunciou a criação do primeiro Centro Olímpico Educacional do Skate Brasileiro (COESB). A estrutura, que visa revelar novos talentos do esporte, será construído em Itaipuaçu.

“Quando a gente realiza um evento como esse, a gente unifica as pessoas, faz com que a sociabilidade se construa. Eu me alegro de ver nas nossas praças de skate de Maricá, com a nossa molecada andando de skate. Temos como objetivo construir um legado de cultura desse esporte na cidade, cultura que faz com que o jovem possa ter acesso a treinamento, e quem sabe assim formamos futuros atletas”, disse o prefeito.

O Maricá Skate Fest abre o calendário de aniversário de 210 anos de Maricá – comemorado dia 26/05 – e reúne atletas nas categorias: mirim, master, amador e profissional de todo o Brasil. O evento em Maricá representa uma celebração vibrante da cultura do skate, atraindo entusiastas de todas as idades para a cidade litorânea do Rio de Janeiro.

A iniciativa, que acontece até este domingo (05/05), visa garantir muita diversão e fomento à prática esportiva para os munícipes, além de prêmios na Copa Maricá e na competição do Maricá Skate Fest.

“Demos início a um projeto sócio esportivo há três anos atrás e nós observamos o potencial dos nossos jovens. Nessa crescente do esporte no mundo, nós sentimos a necessidade de propor este evento a nível nacional, colocando os melhores skatistas do país aqui nossa cidade para que eles possam compartilhar experiências com os nossos jovens para que num futuro próximo saiam atletas aqui da nossa cidade”, disse o secretário de Esporte e Lazer, Carlos Vagner, que falou sobre o projeto Cidade Olímpica.

O skatista multicampeão Rodil Ferrugem, o maior campeão da história do X-Games na modalidade street, elogiou a estrutura do evento e falou sobre a importância da promoção do esporte para a criançada.

“Comecei a andar nos anos 90, sou de uma época que o esporte era marginalizado, onde os skatistas não eram considerados atletas, mas hoje com ingresso da modalidade nas olimpíadas, o cenário mudou. Vivemos uma nova era, e é muito importante que Maricá seja precursor do esporte, não só no Rio de Janeiro, mas no Brasil, com o objetivo de fomentar o esporte para desenvolver novos talentos”, acredita.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img