Média de salvamentos em Praias de Maricá já é 66% maior que em 2018

Errejota Notícias
Errejota Notícias

O ano mal começou e os Salva-vidas já estão tendo muito trabalho em Maricá. Um levantamento realizado pelo Corpo de Bombeiros mostrou que nos seis primeiros dias de 2019 foram realizados 55 salvamentos nas praias do município, uma média de 9,1 resgate por dia. Se comparado com os números de 2018, quando foram feitos 2.026 atendimentos, média de 5,5 por dia, os dados apontam uma elevação de 66%. 

No último domingo, em Ponta Negra, os bombeiros tiveram trabalho para resgatar um adolescente que encontrou dificuldades para sair do mar, no início da tarde deste domingo. O mar estava de ressaca e um helicóptero da corporação precisou ser chamado para auxiliar o resgate. Um puçá foi usado para socorrer o adolescente. 

Ainda em relação do levantamento apresentado pelos Bombeiros, o ano de 2017 também foi de muito trabalho. Ao todo foram 3.768 salvamentos, uma média de 10,3 ao dia. 

Para evitar casos de afogamento, o Corpo de Bombeiros divulgou uma lista de cuidados que os banhistas podem tomar: 

– Procurar sempre os locais onde exista um posto de guarda-vidas;

– Respeitar as placas e/ou bandeiras de sinalização;

– Perguntar sempre ao guarda-vidas qual o local mais apropriado para tomar o banho de mar;

– Não ingerir bebidas alcoólicas;

– Evitar entrar no mar logo após se alimentar;

– Não entrar no mar após longa exposição ao sol, sem antes adaptar seu organismo à temperatura da água.

– Não desviar a atenção um só instante das crianças. Vale identificá-las com nome e telefone para contato;

– Caso saiba e pretenda nadar, a orientação é praticar a atividade paralelamente à areia;

– Evitar locais que são conhecidos como points de surfistas. Desta forma, previne-se acidentes com pranchas;

– Evite andar sobre pedras e em costões. Não salte de pontos elevados na água. Esses são pontos de correnteza e arrebentação de ondas, que oferecem grande risco de afogamento.

 

Notícias Relacionadas