spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Miliciano é preso após envolvimento na morte de universitário morto em Seropédica

spot_imgspot_img

Mais lidas

Após quase um mês da morte do universitário Bernardo Paraíso de 24 anos, niteroiense, que estudava na UFRRJ e foi morto em um tiroteio em Seropédica, mais dois envolvidos no crime foram presos na segunda-feira (29/04). Além das prisões, policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense apreenderam armas, munições e até um carro clonado.

Segundo a polícia, o homem é apontado como chefe da milícia em Seropédica e foi preso na própria região. Outro homem, que braço direito dele, também foi preso. Eles tentaram fugir mas não conseguiram.

Os policiais apreenderam dois fuzis, 11 carregadores de fuzil, mais de 100 munições, rádios comunicadores, dois coletes balísticos, além de um carro clonado.

Com essas prisões já foram cinco homens detidos no total, desde a morte do estudante em 08/04.

RELEMBRE O CASO

Bernardo era morador de Niterói e, ao passar para a UFRRJ se mudou para Seropédica para estudar Ciências Biológicas. Ele estava indo ao mercado com uma amiga, quando foi iniciada uma troca de tiros no Centro e ele foi alvejado e não resistiu. Duas crianças, de 1 e 6 anos, ficaram feridas no tiroteio e levadas ao Hospital de Saracuruna.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img