MP quer reverter ‘virada de mesa” no carnaval do Rio

O Carnavalesco

O Carnavalesco

A “virada de mesa” no carnaval carioca deve parar na justiça. O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) tentará reverter a decisão que manteve a Imperatriz Leopoldinense no Grupo Especial do carnaval do Rio. Além disso, o MP deve aplicar multa de R$ 750 mil, como previsto no termo de ajustamento de conduta (TAC). Essa foi a terceira virada de mesa em três anos, contrariando acordo entre a Liga das Escolas (Liesa) com o próprio MP, depois da abertura de um inquérito. 

Renúncia – Após plenária que decidiu pela manutenção da rebaixada Imperatriz Leopoldinense no Grupo Especial do Carnaval Carioca, Jorge Castanheira anunciou que está renunciando ao cargo de presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), a entidade que organiza os desfiles das principais agremiações do estado.

Leia mais AQUI

Notícias Relacionadas