Rio de Janeiro,

sábado, setembro 18, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Mutirão para reflorestamento do Parque Natural Municipal de Niterói acontece nesta terça-feira (31)

Mais lidas

Niterói convoca moradores para um dos maiores projetos de Restauração Ecológica e Inclusão Social já realizados em Niterói: a realização de plantio de palmeiras juçaras numa das maiores áreas de proteção da cidade: o Parque Natural Municipal de Niterói (Parnit).

O mutirão acontecerá na próxima terça-feira (31). Até o fim do ano, 10 hectares do Parnit serão reflorestados com a palmeira. Além das sementes, 4.450 mudas de juçara também serão plantadas.

O primeiro mutirão aconteceu na última terça-feira (24). Voluntários lançaram 140 quilos de sementes de juçara em diversas trilhas do Parnit. As sementes vieram de Resende e foram doadas pela empresa Juçaí. Ao todo, 750 quilos de sementes foram entregues à Secretaria e serão usadas no projeto.

Qualquer pessoa que se identifique com as causas ambientais pode participar do plantio como voluntário. É só estar às 8h30 da próxima terça-feira no Parque da Cidade, sede do Parnit. O uso de máscaras e álcool em gel para higienização é obrigatório.

“A parceria com a empresa tem sido fundamental. Desde 2019 estamos trabalhando juntos, quando foram doados cerca de 500 quilos de sementes, e agora recebemos a doação de 750 quilos. Esse projeto tem uma grande importância para o nosso município, porque contempla o reflorestamento de áreas essenciais. O trabalho dos voluntários é essencial para o sucesso do programa, porque é uma forma de promover consciência ambiental”, explica o subsecretário de Sustentabilidade, Allan Cruz.

O plantio de palmeira juçara no Parnit é mais uma ação do projeto de Restauração Ecológica e Inclusão Social, que também está atuando em Camboinhas com o plantio de vegetação nativa de restinga.

O programa tem investimento de R$ 2,9 milhões, financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O objetivo é a restauração ecológica de 203,1 hectares de diferentes fitofisionomias da Mata Atlântica, contemplando a recuperação de 30,37 hectares de vegetação nas ilhas Pai, Mãe, Menina e do Veado, inseridas no Parque Natural Municipal de Niterói (Parnit) e no Parque Estadual da Serra da Tiririca (Peset); 65,30 hectares de manguezal no entorno da Laguna de Itaipu e Piratininga, inseridos parcialmente no Peset e no setor lagunar do Parnit; 21,16 hectares de vegetação de restinga em cinco praias do município (Itacoatiara, Camboinhas, Piratininga, Itaipu e Charitas); e 86,28 hectares de vegetação o Morro da Viração, em área inserida no Parnit.

Com sede no Parque da Cidade, o Parnit tem uma extensão de 16,3 milhões de metros quadrados e abrange o Morro da Viração, pedras do Índio e de Itapuca, Praia do Sossego, ilhas na Baía de Guanabara (Boa Viagem, Cardos, Amores), ilhas na Costa Oceânica (Duas Irmãs e Veado), cavernas litorâneas situadas nas encostas embaixo do MAC (Museu de Arte Contemporânea), entorno da Lagoa de Piratininga (incluindo as ilhas do Pontal e do Modesto), entre outras.

Fotos: Douglas Macedo

spot_img
spot_img

Últimas noticias