Neymar quebra dedinho do pé e pode voltar aos gramados somente na véspera da Copa do Mundo

Reprodução

Reprodução

O camisa 10 da seleção Brasileira Neymar Júnior passará por uma cirurgia para colocar um pino na fissura sofrida no quinto metatarso do pé direito. O jogador se machucou durante a vitória do Paris Saint–German sobre o Olympique de Marselha por 3 a 0, no último domingo. O tempo previsto de recuperação é de dois meses, o que possibilita voltar aos gramados apenas em maio, um mês antes da Copa do Mundo. O craque poderia jogar somente as últimas três rodadas do Campeonato Francês e, se o PSG se classificar, a segunda partida das semifinais, no dia 1º, e a decisão da Liga dos Campeões da Europa, marcada para o dia 26.

Ainda não está decidido onde será a operação e com qual médico. A cirurgia é semelhante à que o atacante Gabriel Jesus precisou fazer no início do ano passado, logo depois de chegar ao Manchester City, quando fraturou o quinto metatarso – mesmo local – mas extensão diferente da contusão. O jogador passou pela cirurgia em 16 de fevereiro e voltou a jogar no dia 27 de abril.

O exame de raio-x feito no domingo passado em Neymar, logo depois da partida pelo Campeonato Francês, diagnosticou que não houve fratura. Mas a fissura só foi detectada na noite da última segunda-feira, quando Neymar voltou ao hospital.

Com a extensão do problema, o camisa 10 da Seleção virou desfalque para os últimos dois amistosos antes da Copa, na Rússia. O primeiro é contra os anfitriões do Mundial, em 23 de março, no estádio Luzhniki, palco da abertura e da final do torneio. O segundo teste é diante da Alemanha, no dia 27, no Estádio Olímpico de Berlim. O técnico Tite faz a convocação para os jogos na próxima sexta-feira, na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Notícias Relacionadas