Nigéria joga melhor e vence a Islândia em jogo movimentado

Foto: Reprodução / (@fifaworldcup_pt)

Foto: Reprodução / (@fifaworldcup_pt)

A Islândia tem o posto de queridinha dessa Copa do Mundo Rússia 2018 e também não é pra menos, a torcida incentiva o time até o fim e o time conta com jogadores que não sobrevivem somente do futebol tendo outras profissões. A boa atuação diante da Argentina rendeu a Islândia um certo favoritismo diante da Nigéria que vinha de uma derrota pra Croácia logo na estreia mas assim como no jogo do Brasil, ficou só na estatística.

O jogo começou muito movimentado, de um lado a Islândia compensava a falta de técnica com muita raça, enquanto os nigerianos apostavam na velocidade de seus jogadores. Os nórdicos apostavam muito nos laterais longos cobrados na área pelo capitão do time Aaron Gunnarson, mas não conseguiam sequer chegar no gol da equipe africana que sempre saía bem com a bola nos pés obrigando a Islândia a se defender na base do desespero. Mesmo com muita movimentação de ambas as equipes, o placar foi para o intervalo zerado.

No segundo tempo, os abujas aos 20 segundos assustaram numa bola chutada contra o goleiro Halldórsson que fez a defesa. A seleção dos vikings estava apática em campo e logo viu a estrela de seu adversário brilhar. Aos 4 minutos os africanos encaixaram um contra-ataque fatal; Musa dominou bonito na área e encheu o pé pra abrir o placar a favor da equipe com a menor média de idade da competição. Ao sair pra comemorar, Musa bateu com o joelho na cabeça do zagueiro Ragnar Sigurðsson que sofreu um ferimento grande,mas que prontamente foi controlado pela equipe médica fazendo com que o jogador voltasse para a partida sem maiores problemas.

Com o amplo domínio da partida, a Nigéria chegou ao segundo gol aos 30 minutos do segundo tempo, novamente com Musa que partiu sozinho, driblou o goleiro e empurrou pro fundo das redes e aumentar o marcador. Aos 35 minutos, com a ajuda do VAR (árbitro de vídeo) a Islândia recebeu um pênalti a favor que foi desperdiçado pelo camisa 10 Gylfi Sigurðsson. A partir daí a Islândia jogou a toalha e por muito pouco não viu seu adversário fazer o terceiro. No fim, resultado justo considerando o que foi apresentado em campo.

O grupo D da Copa estão mais embolado do que nunca, a última rodada chega com chances de classificação para todos (menos a Croácia, já classificada), Islândia e Argentina precisam vencer se quiserem alguma chance de classificação, dependendo de combinações de resultados, enquanto pra Nigéria,basta vencer a seleção do astro Lionel Messi que se garante na fase final da Copa do Mundo. 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.