Niterói comemora 447 anos com exemplo na saúde e avanço na infraestrutura

Foto: Douglas Macedo

A cidade de Niterói completa 447 anos neste domingo (22), com aproximadamente 500 mil habitantes e 129km² de extensão territorial, Niterói é cercada por atrativos turísticos que envolvem belezas naturais e arquitetônicas. Mas, esse ano a comemoração será diferente.

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, a cidade se tornou exemplo em preparação contra a doença. O município foi reconhecido internacionalmente pelo combate ao coronavírus. Niterói foi a única cidade do Brasil a receber o reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU) pela atuação no combate ao avanço da Covid-19. O prêmio destacou as ações rápidas, que souberam priorizar o atendimento à população mais vulnerável e garantir ações no âmbito social sanitário ou econômico.

A cidade também foi Niterói eleita como o primeiro município do Estado do Rio de Janeiro em qualidade de vida para a população acima de 60 anos e a sexta no país. Os dados são do estudo feito pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon e pela Fundação Getúlio Vargas, que analisaram 876 cidades, onde vivem mais de 150 milhões de brasileiros. No IDL 2020, foram analisados 50 indicadores divididos em sete variáveis: Cuidados de Saúde; Bem-Estar; Finanças; Habitação; Cultura e Engajamento; Educação e Trabalho; e Indicadores Gerais.

Mesmo em tempos de coronavírus, a cidade não parou por completo. As grandes intervenções que eram apontadas como vitais para melhorar a qualidade de vida da população seguiram avançando.

Entregue à população em junho deste ano, a duplicação e urbanização da Avenida Marquês do Paraná possibilitou maior fluidez no tráfego de veículo. A via ganhou pista exclusiva para ônibus nos dois sentidos, ciclovia iluminação de LED, acessibilidade nas calçadas e jardins.

Outra obra importante obra segue em andamento, o alargamento da Rua Doutor Paulo Alves, no Ingá, que está inserido no Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Niterói.

A via passará de três para quatro faixas, no trecho entre as ruas Presidente Pedreira e Casimiro de Abreu, sendo a quarta faixa exclusiva para ônibus. Serão modernizados todos os passeios, o local ganhará paisagismo, a fiação de telefonia será subterrânea e haverá nova iluminação com LED.

O Complexo do Viradouro ganhará melhorias de infraestrutura, como pavimentação, urbanização das calçadas e melhorias na rede drenagem, com o trabalho de construção e reforma das canaletas e intervenções para a contenção de encostas. Os moradores ainda ganharão uma Plataforma Urbana Digital, como a que funciona na Engenhoca, com oferta de cursos profissionalizantes.

Sem contar as obras do Canto de Itaipu e Jurujuba. O primeiro recebeu uma grande restauração paisagística, com a organização dos estacionamentos que existiam no local, ganhou uma praça de eventos, rampa com acessibilidade ao banho de mar para as pessoas com dificuldades de locomoção, principalmente cadeirantes, deck de madeira, além da construção de pequenas edificações de apoio para a atividade pesqueira. Já Jurujuba, teve revitalizados o calçadão a mureta.

Na segurança, programas como o Proeis e o Niterói Presente, aliados ao CISP e Guarda Municipal, permitiram redução dos indicadores de criminalidade na cidade.

Projetos

O Parque Orla Piratininga (POP) é um projeto que visa à despoluição da Lagoa de Piratininga. A obra será finalizada até março de 2021. O local receberá um sistema de gestão de águas pluviais com jardins filtrantes, bacias de sedimentação, jardins de chuva e biovaletas para a captação e tratamento das águas provenientes dos rios e da rede de drenagem das principais bacias contribuintes à Lagoa de Piratininga.

O parque também receberá 10 quilômetros de ciclovia, quatro píeres de contemplação, seis píeres de pesca, três mirantes e 17 áreas de lazer, sendo três delas com quadra de esporte, brinquedos e academia de ginástica.

 

Notícias Relacionadas