spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Niterói corta 13 mil pessoas que recebiam moeda social Arariboia de forma irregular

spot_imgspot_img

Mais lidas

Após o Tribunal de Contas do Estado apontar 14 irregularidades na concessão da moeda social Arariboia no início do mês, a Prefeitura de Niterói fez uma revisão no benefício e cortou 13 mil pessoas que recebiam o benefício, mas, sem estar mais enquadradas nos critérios para tal. O município prestará todos os esclarecimentos sobre os cortes ao TCE até o próximo dia 17.

Entre as irrregularidades apontadas pela auditoria do TCE, estavam pagamentos a beneficiários já falecidos e inclusão de pessoas com boa situação financeira, além de exclusão de pessoas que realmente precisavam do benefício..Empreendimentos de fora da cidade também foram identificados como beneficiários.

Segundo a prefeitura, o critéirio para selecionar os beneficiários é estar cadastrado no CadÚnico do governo federal e que a lista é periodicamente atualizada.

Na manhã desta segunda-feira, 13, houve manifestação em frente à sede da prefeitura, no Centro, de beneficiários da moeda social que foram excluídos do benefício. De acordo com elas, o auxílio foi cortado às vésperas do Dia das Mães.

A Moeda Social Arariboia é um programa de transferência de renda permanente. Foto: Berg Silva

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária informou que as equipes do Banco Arariboia realizam busca ativa nos domicílios para identificar pessoas que não fizeram a retirada do benefício e atuam continuamente no monitoramento dos beneficiários. Quando são constatados casos de falecimento ou qualquer irregularidade, o benefício é cancelado imediatamente, da mesma maneira acontece com comerciantes que são descredenciados do programa em caso de eventual inconsistência. Os nomes dos beneficiários estão disponíveis online no site https://niteroi.rj.gov.br/arariboia/.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img