Niterói distribui 15 mil máscaras no pedágio da Ponte Rio-Niterói

Uma equipe da Prefeitura de Niterói esteve nas cabines do pedágio da Ponte Rio-Niterói, na manhã desta terça-feira (23), para distribuir máscaras de proteção para os motoristas e ocupantes dos veículos. A ação levou aproximadamente três horas e entregou 15 mil máscaras de tecido reutilizável.

Rubia Cristina Secundino, Secretária Executiva da Prefeitura de Niterói e responsável pela aquisição das máscaras, explica a importância da ação.

“O uso de máscara é imprescindível. Se utilizada da forma correta, ela salva vidas. De acordo com especialistas, vamos precisar conviver com esse equipamento de proteção por mais alguns meses e cada pessoa precisa ter, no mínimo, de 4 a 6 peças para passar o dia e trocar no tempo correto, a cada 2 ou 3 horas. Vamos adquirir mais um milhão de máscaras e vamos iniciar mais ações de distribuição pela cidade”, ressalta a secretária.

O administrador da Regional de Icaraí, Alessandro Junqueira, coordenou a equipe que fez a entrega na ponte e contou da satisfação dessa campanha de conscientização.

“A máscara é fundamental e a principal arma de proteção contra o coronavírus. Quando eu uso, protejo o outro e quando as outras pessoas usam, me protegem também. É a forma mais eficaz. A gente nota a necessidade das pessoas de receber o equipamento quando passam pelas ações da prefeitura. A gente percebe o interesse da população em se proteger e o carinho com os familiares em levar para eles. A proteção é fundamental junto com a higiene e o distanciamento social”, disse o administrador.

A Prefeitura já distribuiu mais de 1,3 milhões de máscaras de tecido reutilizável. Desde o dia 23 de abril, o uso do equipamento é obrigatório nas áreas públicas como ruas, ônibus, padarias, supermercados, hospitais, filas de bancos entre outras. O objetivo é diminuir a propagação do vírus que se espalha rapidamente e é invisível aos olhos.

Casos – A cidade tem hoje 4583 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). São ao todo 3565 pessoas curadas, 716 em quarentena em suas residências, 117 hospitalizadas confirmadas com a doença e 185 óbitos.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.