Rio de Janeiro,

segunda-feira, junho 21, 2021
spot_img

Leia a nossa última edição #37

Niterói e São Gonçalo anunciam novas medidas restritivas; confira

Mais lidas

O recrudescimento da pandemia do novo Coronavírus obrigou as cidades de Niterói e São Gonçalo a endurecerem as medidas restritivas para evitar a propagação da doença. Na terra de Arariboia, as novas medidas foram anunciadas pelo prefeito Axel Grael e devem ser publicadas no Diário Oficial da cidade desta sexta (05). Já na segunda cidade mais populosa do estado, as medidas já estão em vigor após a publicação do decreto n° 088/21.

Em Niterói, as medidas terão o prazo de 15 dias. Bares e restaurantes precisarão fechar a partir das 18h. Música ao vivo está proibido. Os comércios de rua passarão a funcionar entre 10h e 19h. Shoppings também terão o horário de funcionamento alterado, funcionando agora entre 12h e 22h.

Nas praias, a prática de esportes nas areias ficam suspensas e os quiosques não poderão abrir. Outra suspensão é a circulação de pessoas entre 23h e 5h. Os servidores públicos municipais passarão a trabalhar no regime home-office.

São Gonçalo adotou medidas bem parecidas. A partir desta sexta (05), o horário de funcionamento dos bares, restaurantes e similares também foi limitado até as 18h. O atendimento ao público está limitado a 2/3 da capacidade de lotação. A regra também vale para lojas de conveniência e similares, como trailer, barraquinhas e quiosques. Toda atividade de delivery está permitida sem restrições.

Já os shoppings, centros comerciais e galerias poderão funcionar até às 22h, cumprindo as medidas protetivas já em vigor e limitando o público em 2/3 da capacidade total. Feiras livres de produtos de gênero alimentício e artesanato estão permitidas, mas está proibido o consumo no local. O horário permitido é de 6h as 18h.

Boates, casas de shows e de eventos deverão ficar fechadas. Entretanto, eventos sociais em ambientes como salões e casas de festas, para eventos de casamentos e aniversários previamente agendados, estão permitidos, mas também com regras. É responsabilidade do organizador assegurar a contenção do acesso ao interior do estabelecimento e deve ser respeitado o limite de 2/3 do limite de capacidade total do local (capacidade máxima de 250 pessoas). Deve-se evitar aglomeração, respeitando a distância mínima de 1,5 (um metro e meio) entre as pessoas, inclusive nas áreas de acesso, bem como sejam adotados os demais protocolos sanitários.

Uma força-tarefa envolvendo as secretarias de Saúde e Defesa Civil, através da Vigilância Sanitária, e Ordem Pública, com a atuação da Subsecretaria de Posturas e da Guarda Municipal, foi montada para garantir o cumprimento do decreto. Os agentes estarão nas ruas já nesta sexta para orientar os comerciantes e a população.

Os agentes também irão reforçar a fiscalização para garantir que bares e restaurantes cumpram o horário determinado para o fechamento, assim como boates e casas de shows, que não poderão abrir. Toda a operação contará com o apoio da Polícia Militar, que também irá atuar para impedir os bailes funks em comunidades.

spot_img

Últimas noticias