Niterói: formas mais graves da Covid-19 são registradas em jovens

Hospital Oceânico, em Piratininga, foi aberto exclusivamente para receber pacientes com Covid-19. | Foto: Lucas Nunes / Arquivo

A Prefeitura de Niterói registrou um aumento de casos graves da Covid-19 em faixas etárias mais jovens. A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informou que, desde o princípio da pandemia a cidade registrou 31.119 casos confirmados da doença, 29.601 pacientes se recuperaram da Covid-19 e 930 pessoas morreram em consequência da doença.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, apresentou números da Covid-19 no município de Niterói e explicou que os pacientes que estão desenvolvendo a doença são mais jovens e têm tido formas graves.

De acordo com o secretário, os indicadores na cidade foram pressionados pela taxa de ocupação dos leitos, ou seja, mais pessoas precisando de internação, do que pelo número de casos.

Segundo levantamento da pasta, em dezembro forma 57 internados a cada 1000 casos. Já no mês de março, para cada 1000 casos, eram 175 internados (17,5%). Ou seja: três vezes mais do que em dezembro. O CTI dos hospitais privados está com 89% de ocupação. O Hospital Oceânico ultrapassou 80% de taxa de ocupação. Os leitos públicos ultrapassam 85% de taxa de ocupação.

“Nós precisamos olhar para a rede hospitalar, é essa a nossa preocupação, estamos dizendo isso há semanas. Se não freamos a contaminação, não teremos condições e leitos para atender a população, independente da renda, do plano de saúde. As medidas de restrição são fundamentais para evitarmos o colapso por falta de leitos, por falta de oxigênio. Fique em casa para proteger sua família, para proteger a sua cidade”, disse o secretário.

Notícias Relacionadas