Niterói: Tartaruga-verde resgatada pela Guarda Municipal é reintegrada ao mar

Uma tartaruga-verde que havia sido resgatada no mês de setembro pela Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói, na praia de Itaipu, engasgada com uma linha de pesca, foi reintegrada à natureza nesta segunda (02), no mesmo local. A soltura do animal foi feita por integrantes do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS Área RJ), Econservation ,parceria com Projeto Aruanã e pela Guarda. A tartaruga passou por cirurgia para a retirada de um anzol e ficou 40 dias em tratamento para reabilitação.

O animal foi resgatado durante um patrulhamento da Guarda Municipal no dia 24 de setembro, debilitado e com uma linha saindo pela boca.

“Nossas equipes faziam o patrulhamento da praia de Itaipu durante os horários determinados pela Prefeitura para prática esportiva quando encontraram a tartaruga debilitada, próxima a um quiosque. Recolhemos o animal e acionamos nossos parceiros. Ficamos felizes que ela se recuperou e hoje foi reintegrada ao mar”, explica Jociley Neves, coordenador da Guarda Ambiental de Niterói.

Daphne Wrobel Goldberg, coordenadora de veterinária do PMP-BS Área RJ explicou que a tartaruga da espécie Chelonia mydas passou por exame físico e por radiografia, quando foi detectada a presença de um anzol de pesca esportiva na região próxima do esôfago cervical. Para a remoção do apetrecho, o animal passou por uma endoscopia, e foi possível chegar até o anzol, pinçá-lo e removê-lo pela cavidade oral.

“Após o procedimento, o animal foi encaminhado para o centro de reabilitação do projeto, onde permaneceu por aproximadamente 40 dias. Houve melhora significativa e os exames complementares indicaram a completa recuperação da tartaruga”, comemorou Daphne.

A Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói orienta que, em casos como esse, é importante que a população não toque nos animais e entre em contato através do número 153 que atende no Centro Integrado de Segurança Pública, para que o resgate possa ser feito de forma adequada e os parceiros corretos acionados para atendimento ao animal.

Notícias Relacionadas