Rio de Janeiro,

quarta-feira, agosto 10, 2022
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #51

Niterói: vereador Douglas Gomes é condenado a prisão por ataques transfóbicos a vereadora

Mais lidas

O vereador de Niterói Douglas Gomes (PL) foi condenado a 1 ano e 7 meses de prisão por ataques transfóbicos contra a colega de Câmara Municipal Benny Briolly (PSOL-RJ). 

A decisão foi proferida pela 2ª Vara Criminal de Niterói. Douglas Gomes chamou Benny, vereadora trans, de “homem”. Além disso, em uma discussão no plenário da Câmara, em março do ano passado, o vereador chamou Benny de “vagabundo” e “moleque”.

A vereadora, que chegou a deixar o Brasil por um período como medida de segurança, comemorou a decisão. Segundo ela, Douglas Gomes é o primeiro parlamentar do Brasil a ser condenado por crime de transfobia.

“Pela primeira vez na história do Brasil nós conseguimos condenar um parlamentar pelo crime de transfobia. O sentimento é de justiça sendo feita, é saber que aquele que cometeu esse crime contra o meu corpo, e que incentiva outras pessoas a fazerem o mesmo, vai responder pelo seus atos” afirma Benny.

O vereador se defendeu em nota nas redes sociais:

“É um absurdo que mesmo eu tendo imunidade parlamentar para defender meus valores e minha convicção religiosa, por causa de um ativismo judicial que já está implantado na justiça brasileira, vivenciamos mais uma vez o poder judiciário condenando um parlamentar por suas palavras, como aconteceu com o Deputado Daniel Silveira, o que não acontece quando sou xingado constantemente por parlamentares de esquerda. Reafirmo meu posicionamento contra a pauta dos movimentos LGBTs, que querem implantar uma ditadura sobre nossa sociedade, doutrinando nossas crianças e atacando nossas famílias e valores” disse Douglas em suas redes sociais

spot_img
spot_img

Últimas noticias