Novo hospital de Maricá deve ser aberto emergencialmente por conta do Coronavírus

Foto: Igor Silva / Divulgação

Cento e cinquenta homens formam, a partir desta quarta-feira (18), uma força-tarefa para finalizar o novo Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, em São José de Imbassaí. Funcionários de outras frentes de obras foram deslocados para a unidade, que pode ser aberta emergencialmente por conta do surto do Coronavírus. Antes, em média, 50 funcionários trabalhavam no local.

Segundo o presidente da Autarquia de Serviços de Obras de Maricá (Somar), Renato Machado, a previsão de finalização de toda a área interna do hospital deve levar entre três a quatro dias, enquanto nas demais áreas a intervenção pode levar até 15 dias. “Na parte de dentro, faltam acabamentos, como colocação de algumas portas, revisão do ar condicionado e de outras instalações e pintura. Do lado de fora precisamos terminar esses canteiros e fazer todo acabamento e urbanização”, disse.

A compra e instalação de equipamentos ficará a cargo da Secretaria de Saúde. Já a abertura e funcionamento da unidade continua a cargo do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), que deve julgar a análise do edital de chamamento público para contratação da Organização Social (O.S.) que administrará o hospital.

A secretária de Saúde, Simone Costa, informou que está acompanhando a situação. “Estamos trabalhando para abrir incessantemente, inclusive com reuniões diárias com o Governo do Estado”, afirmou. Inicialmente, apenas uma parte do novo hospital deve começar a funcionar, com outros setores sendo abertos de forma gradativa.

Para a Chefe de Divisão da Somar e coordenadora do projeto, Fernanda Spitz, a unidade de saúde deverá ser aberta para o público no momento mais propício. “A demanda de atendimentos por conta do Coronavírus deve aumentar nos próximos dias, sem falar que vai vir gente de outros municípios, como Tanguá, Silva Jardim, Itaboraí… O Hospital Municipal Conde Modesto Leal já trabalha com superlotação, e a abertura do Che Guevara vai aliviar o sistema de saúde da cidade”, comentou.

O Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara terá 138 leitos, sendo 20 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), dez enfermarias de urgência e emergência, 17 enfermarias de clínica médica, 11 enfermarias pediátricas e cinco enfermarias de clínica cirúrgica. Dessas sete leitos de UTI, três enfermarias de clínica médica e quatro de pediatria serão dedicadas para isolamento.

Há a previsão, ainda, de quatro centros cirúrgicos, três de grande porte e um de médio porte. O Centro de Terapia Intensiva (CTI) será adulto e pediátrico e o serviço de diagnóstico por imagem compreenderá tomografia, Raio-X Digital, colonoscopia, endoscopia digestiva, eletrocardiograma, eletroencefalograma, eco cardiograma e ultrassonografia. A unidade terá também, além do atendimento de urgência e emergência adulto e pediátrico, o odontológico.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.

1 Comentário

Comments are closed.