OAB-Maricá muda iluminação em apoio ao Outubro Rosa

A Ordem dos Advogados do Brasil de Maricá (OAB) entrou na campanha de apoio ao Outubro Rosa e mudou a iluminação da fachada do prédio da entidade em tom de rosa. A mudança permanecerá até o próximo dia 31 como forma de alertar a população sobre a importância da prevenção e da detecção precoce do câncer de mama.

De acordo com o presidente da OAB-Maricá, Eduardo Carlos, uma pesquisa recente aponta que o câncer de mama é segundo tipo que mais acomete brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino.

“Hoje mais de 50% da advocacia maricaense é de mulheres. A partir deste dado estatístico e pela importância que a campanha representa, achamos importante apoiar esse movimento trocando a iluminação como forma de alertar sobre a importância da mulher se prevenir e detectar a  doença mais cedo possível”, falou o presidente.

Casos

De acordo com o INCA, só este ano de 2019 o Brasil deve ter 59.700 novos casos estimados de câncer de mama, com risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres. O INCA e o Ministério da Saúde lançaram a campanha Outubro Rosa 2019, que reforça três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária, detecção precoce e mamografia.

Movimento

O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 90. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

Prevenção

A adoção de hábitos de vida saudáveis figura como uma das principais formas de prevenção ao câncer de mama. Praticar atividades físicas regularmente, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, manter o peso corporal adequado e aderir a uma alimentação saudável estão entre as indicações do Inca como formas de precaução.

O autoexame nos seios deve ser feito periodicamente. Os principais sinais e sintomas são caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito e/ou saída espontânea de líquido dos mamilos; e nódulos na região das axilas ou no pescoço. A orientação é que, diante de alterações mamárias do tipo, o serviço de saúde seja buscado imediatamente para a realização do diagnóstico ou não de câncer de mama.

Notícias Relacionadas