Obras do Molhe do Recanto devem ser retomadas em agosto

As obras do Molhe do Recanto, paradas desde agosto de 2019, devem ser retomadas no próximo mês. A novidade é que a Autarquia de Serviços de Obras de Maricá (Somar) já está com as licenças necessárias para o reinício da obra e desta vez, contará também com uma equipe de engenharia irá acompanhar a colocação das pedras e outra que estará responsável por monitorar a vida marinha da região.

De acordo com Renato Machado a previsão é que a obra seja retomada em 30 dias, mas sua conclusão só deve ocorrer no início de 2021.

“Estive com secretário de Meio Ambiente do Estado, em uma reunião para formalizar parcerias. Tocamos neste assunto do Molhe do Recanto, uma obra que vai beneficiar o município como um todo. Uma das condicionantes para retorno é uma licitação de uma equipe de engenharia para acompanhar a colocação das pedras e vida marinha do entorno. Estamos terminando a fase de cotação, tudo que envolve licitação foge um pouco das nossas mãos. Acredito que retomamos em agosto e até o fim do ano já esteja bem avançada”, falou.

Entenda o caso – Em 09 de agosto de 2019 ocorreu o embargo nas obras do Molhe do Recanto, em Itaipuaçu, após uma diligência dos agentes da Delegacia Ambiental da Polícia Federal, junto com a Agência Nacional de Mineração (ANM) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Operação Erosão.

A diligência tinha o objetivo de obter informações sobre a obra de construção do Molhe e desassoreamento que a Prefeitura está realizando no Canal da Costa, no Recanto.

Segundo a Polícia Federal, a construção do Molhe contrariava as normas legais ambientais já que faltava o licenciamento legal necessário para a realização de obra de impacto ambiental na área da zona costeira.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.