Obras do Recanto, em Itaipuaçu, são objetos de discussão na Câmara de Maricá

Foto: Divulgação / ASCOM Câmara de Maricá

Foto: Divulgação / ASCOM Câmara de Maricá

A obra de abertura do Canal do Recanto, em Itaipuaçu, foi alvo de discussão durante a sessão ordinária da Câmara de Maricá desta quinta-feira (05). Um debate se formou principalmente por conta da remoção de pedras que existem no local.

O vereador Ricardinho Netuno (PATRI) pediu informações a respeito da abertura do Canal de Itaipuaçu. “Temos que fazer um debate mais elevado porque têm várias consequências. Fiz um requerimento solicitando estudo técnico. Estudo sobre essa obra porque tirar a pedra e colocar em outro pode influenciar no abastecimento de água. Muitos moradores dependem da água de poço. Não sou contra a obra, quero que seja uma obra bem feita”.

O presidente Aldair de Linda (PT) explicou a intervenção. “Aquelas pedras foram colocadas ali após a intervenção humana, em outra gestão. Aquele canal não fica aberto, a não ser pelas mãos do homem. O canal só vai encher quando a maré vem de norte. Quando vem de sul, ele vai em direção à Pedra do Elefante. Não corre o risco de acontecer um esvaziamento do canal”, explicou Aldair, que é morador de Itaipuaçu.

Dr. Felipe Auni (PSD) informou que fará um requerimento solicitando que a autarquia de pesquisas de Maricá faça um estudo sobre a área.

O vereador Dr. Richard (PT) anunciou que equipes da SOMAR – Serviços de Obras de Maricá foram até a Holanda em busca de novas tecnologias para criar mecanismo de fornecimento de água para Maricá. “Foram buscar conhecimento sobre a usina de dessalinização da água. A barragem da Cedae não irá sair mais por conta de reivindicações de moradores de Rio Bonito e Tanguá”.

Saúde – O vereador Dr. Felipe Auni (PSD) informou que o Governo do Estado voltou a fazer os repasses para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Inoã. O vereador ainda falou sobre a inauguração do Centro de Regulação da Secretaria de Saúde que ocorreu na tarde desta terça-feira.

Votações do Dia – Foi votado parecer da Comissão de Justiça e Redação Final pela admissibilidade com emenda ao projeto de Lei nº 40/2017, de autoria do vereador Ismael Breve (DEM), que institui o programa de vacinação domiciliar de idosos. Também foi votado parecer da Comissão de Justiça e Redação Final pela admissibilidade com emenda ao Projeto de Lei nº 42/2017, também da autoria de Breve, que dispõe sobre a implantação de medidas de informação à gestante e parturiente sobre a política nacional de atenção obstétrica e neonatal, visando a proteção destas contra a violência obstétrica no município.

Também foram votadas moções de autoria do vereador Marcus Bambam (PV), à equipe de obras da Autarquia Somar: Fernando do Nascimento, Carlos Eduardo Souza, Bernardo Santos, José Carlos Fidelis, Manoel David Silva, Ecio Rangel, Ronaldo Pereira, Alex Sana, Luiz Roberto Terra, Elton Sergio Souza e. Wesley de Almeida. O humorista Pedro Manso também receberá uma moção de congratulações e aplausos, concedida pelo vice-presidente da Câmara Dr. Felipe Auni.

Notícias Relacionadas