Onyx Lorenzoni é oficializado ministro de transição nesta segunda (05/11)

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) será oficializado como ministro extraordinário nesta segunda-feira (05/11). O cargo, previsto em lei, é atribuído ao coordenador de transição do governo eleito. A nomeação de Lorenzoni foi publicada no Diário Oficial. A nomeação foi assinada pelo presidente Michel Temer e pelo ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha.

É a primeira etapa de uma semana que promete iniciar, de fato, a transição entre o governo atual, de Michel Temer, e o eleito, de Jair Bolsonaro. Na quarta-feira (07/11), Bolsonaro se reúne com Temer pela primeira vez desde sua vitória nas urnas. Ao conversar rapidamente com jornalistas na tarde deste domingo (04/11), Temer confirmou o encontro e disse que espera que Bolsonaro tenha “muita sorte e muito sucesso”.

No Palácio do Planalto, participarão da reunião Eliseu Padilha e Onyx. Porém, é possível que mais ministros também façam parte do encontro. Segundo a assessoria de Padilha, a agenda depende das demandas que Onyx vai apresentar. No entanto, o futuro ministro extraordinário ainda não fez nenhuma solicitação para esta semana. Na semana passada, ele apresentou os primeiros 22 nomes da equipe de técnicos que trabalhará na transição.

Os nomes estão passando por análise da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), como é praxe em caso de contratações pela União. Em seguida, as nomeações serão publicadas no Diário Oficial. Outros nomes, até o limite de 50, ainda podem ser nomeados para cargos de caráter temporário, chamados Cargos Especiais de Transição Governamental. O governo eleito, no entanto, ainda não apresentou nenhum outro.

*com informações da Agência Brasil.

 

Notícias Relacionadas