Operação prende auditor fiscal da Secretaria Estadual de Fazenda

Reprodução TV Globo
Reprodução TV Globo

Três pessoas foram presas na manhã desta terça-feira suspeitas de desviar mais de R$ 1,5 milhão dos cofres do Estado.

Investigadores afirmam que o dinheiro era pago, pelo menos, por 3 mil comerciantes da região. Prejuízo aos cofres do estado chega a R$ 1,5 milhão por mês.

Um dos presos é o auditor-fiscal chefe, responsável pelo Centro e pela Ilha de Paquetá, Osvaldo Luis Esteves Lavadores.

A quadrilha é acusada de cobrar propinas de comerciantes que variavam de R$ 5 mil a R$ 9 mil.

Notícias Relacionadas