Panamá é valente e luta até o fim, mas não evita derrota para a Bélgica

Foto: Reprodução / Twitter (@fifaworldcup_pt)

Foto: Reprodução / Twitter (@fifaworldcup_pt)

Na abertura do grupo G da Copa do Mundo Rússia 2018, um confronto entre Golias e Davi. Mas, diferentemente da história bíblica, deu Golias. Cercada de craques como De Bruyne e Romeo Lukaku, a Bélgica tinha pela frente um fraco Panamá, que disputara sua primeira Copa do Mundo após classificação heroica.

O jogo começou como esperado: a Bélgica tomando a iniciativa, empurrando a seleção Panamenha pra defesa, que se defendia com muita raça e valentia. Com De Bruyne mal no jogo e Hazard não conseguindo abrir espaços, o time Belga não conseguia tirar o zero do placar, enquanto o Panamá tentava sobrepor a disparidade técnica com muita disposição. A atuação foi surpreendente, já que terminou o primeiro tempo sem levar gols.

A etapa final começou com a Bélgica novamente indo pra cima, dessa vez com mais capricho. Em bate-rebate na área, a bola sobrou pra Mertens, que imendou um chute de primeira e encobriu o goleiro Penedo.

A partir daí, a seleção Europeia tomou o controle total do jogo, não dando chance ao Panamá. E aos 24 minutos, De Bruyne acertou um lindo passe da cartola, encontrando o artilheiro Lukaku sozinho na área, que mergulhou bonito pra cabecear e aumentar o placar. Seis minutos depois, em contra-ataque fatal, Lukaku recebeu de Hazard e tocou na saída do goleiro Penedo, fechando a conta e marcando seu segundo gol na partida.

O Panamá ainda lutou com muita valentia para seu primeiro gol em copas, obrigando o goleiro Courtois a fazer boas defesas. Entretanto, não conseguiu vazar o goleiro que defende o Chelsea, da Inglaterra. No fim, 3×0 pra Bélgica e liderança do grupo G da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.