spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

PM monta esquema especial para chegada do Ano Novo

spot_imgspot_img

Mais lidas

Para evitar ao máximo a propagação do Covid-19, a Secretaria de Estado de Polícia Militar elaborou um planejamento de segurança pública para chegada do Ano Novo,  este ano, diferentes dos demais, as tradicionais queimas de fogos nas praias e outros espaços turísticos não acontecerão, assim como os shows musicais. Cerca de 10 mil policiais militares reforçarão o efetivo em todo Estado.

Entre os dias 31 de dezembro de 2020 e 01 de janeiro de 2021, haverá apoio da PM as prefeituras das cidades para conter o fluxo de veículos e a aglomeração de pessoas. Na capital e no interior, todas as prefeituras suspenderam a realização de eventos públicos, como queima de fogos e shows artísticos.

Na capital do Estado, haverá 54 bloqueios em vias que dão acesso à orla da cidade, do Leme, na Zona Sul, ao Pontal, na Zona Oeste. Planejamentos semelhantes foram montados para atender demandas de prefeituras de outras cidades praianas, que, em tempos normais, realizam grandes eventos.

Na Região dos Lagos, para onde houve um grande deslocamento de turistas, apesar dos apelos das autoridades sanitárias, o Comando da Corporação reforçou o policiamento com um efetivo 40% maior do que o empregado no ano passado, mobilizando inclusive policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) para atuar na cidade de Cabo Frio. Demais cidades praianas, como Niterói e as da Região da Costa Verde também mereceram atenção especial..

– O fim de ano como conhecíamos, por mais que fosse gigantesco, já dominávamos. Agora, teremos um fim de ano diferente e pulverizado, distribuído por diferentes áreas da capital e do interior do Estado – explicou o secretário da SEPM, Comandante-Geral Rogério Figueredo de Lacerda.

O secretário Figueredo acrescenta:

– A Polícia Militar vai cumprir sua missão constitucional de exercer o policiamento preventivo e ostensivo. Mas com a pandemia de Covid-19, nossa Corporação estará ao lado das prefeituras para ajudar a controlar a propagação da doença. Como temos feito, vamos priorizar o diálogo e convencimento para que as pessoas não se aglomerem .

Responsável pelo planejamento, a Subsecretaria de Gestão Operacional da SEPM vai manter o modelo já colocado em prática com o início da Operação Verão 2019/2020, que prevê reforço de policiamento em orlas, parques, vias expressas corredores viários importantes, rodovias estaduais e também federais, por meio de parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Nesse período de fim de ano, entre os dias 30 de dezembro de 2020 e 04 de janeiro de 2021, será implantando o programa Viagem Segura, que prevê reforço na malha rodoviária estadual e apoio à PRF no patrulhamento das rodovias federais. Além do patrulhamento convencional com foco na segurança pública, na passagem de ano 2020/2021, os policiais militares atuarão também para coibir o deslocamento de grupos de turistas da modalidade chamada de “day use” – estadia por apenas um dia.

O planejamento da Operação Verão 2020/2021 prevê reforço de efetivo de todos os batalhões da área do Estado, com apoio em regiões mais críticas de unidades de operações especiais e de policiamento especializado. Além das praias e de outras áreas de lazer, o policiamento será reforçado nas vias expressas e nas principais rodovias que ligam a Região Metropolitana com o interior do Estado, especialmente nos feriados prolongados.

Estarão mobilizados policiais militares do BPVE (Batalhão de Policiamento em Vias Expressas, RECOM (Rondas Especiais e Controle de Multidões), BPTur (Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas), Grupamento Especial Tático em Motopatrulhamento (GETEM) e Regimento de Polícia Montada (RPMont). Os policiais da CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora) serão empregados nas comunidades e no entorno onde atuam.

Assim como aconteceu durante as últimas eleições deste ano, o GAM (Grupamento Aeromóvel) estará atuando com aeronaves remotamente pilotadas, conhecidas como drones, para monitorar a movimentação na orla.

As unidades de operações especiais – BAC (Batalhão de Ações com Cães), BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e BPChq – ficarão de prontidão, também com efetivo reforçado para atuar em qualquer área do Estado.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img