spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

Polícia Federal prende casal em Niterói na operação Crédito Podre

spot_imgspot_img

Mais lidas

Na manhã desta quinta-feira (15), a Polícia Federal deflagrou a operação Crédito Podre em Niterói, prendendo um homem e uma mulher acusados de uma fraude tributária estimada em R$ 100 milhões. Também teve um homem foi preso na Barra da Tijuca, e outro homem foi preso na Taquara. 

A PF aponta que os criminosos faziam basicamente a venda de créditos fraudulentos, que não existiam, para compensação de dívidas tributárias de empresas, consideradas vítimas do esquema.

Crédito Podre

Segundo a PF, o esquema era comandado por um grupo de empresas de consultoria tributária, que faz a mediação da venda de créditos fictícios decorrentes de processos judiciais de titularidade de terceiros, para que sejam quitados débitos tributários administrados pela Receita Federal.

Para intermediar a venda dos créditos fraudulentos, os acusados cobravam das empresas vítimas um montante que variava entre 40% e 60% do valor dos débitos a serem compensados.

O dinheiro obtido no esquema era lavado por meio da transferência para contas bancárias e registro de imóveis em nome de parentes e de “laranjas”.

De acordo com a PF, a soma dos valores que se pretendia compensar com a venda dos créditos fraudulentos chega a R$ 100 milhões. Os alvos da ação de hoje responderão pelos crimes de estelionato qualificado, falsificação de documento, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img