Policial é presa tentando entrar com churrasco em Batalhão de Niterói onde está Pezão

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

É festa! Foi presa em flagrante, na manhã deste sábado (23/03), a policial militar soldado Camila Soares Lima ao entrar com material para fazer um churrasco no Batalhão Especial Prisional (Bep), que fica na Alameda São Boaventura, no Fonseca, em Niterói. Ela foi flagrada repassando material para um churrasco a dois PMs que também acabaram conduzidos à Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM).O local é o mesmo onde está preso desde novembro do ano passado, o ex-governador Luiz Fernando Pezão. 

Toda ação foi filmada pelos agentes da DPJM. A policial alegou que precisava do dinheiro para o tratamento da mãe, que está doente. Ela foi autuada por crime militar.

Entre os itens apreendidos, os PMs da Corregedoria apreenderam 15 engradados de cerveja Brahma latão, três garrafas de vinho, um tábua utilizada para cortar carne, um jogo de material para churrasqueiro (faca, garfo e amolador) e um saco de carvão com 6kg, além de uma churrasqueira pequena. O flagrante foi possível graças ao trabalho de inteligência em que agentes do BEP flagraram a policial, que é lotada no próprio batalhão, tentando colocar os produtos em latões de lixo, no estacionamento.

Presos que trabalham na faxina seriam os incumbidos de colocar as lixeiras para dentro da unidade prisional com os produtos.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Polícia Milita informou que, o Corregedor e o Comandante do BEP, “tomaram as medidas cabíveis para prisão em flagrante da policial militar e de pelo menos mais dois acautelados que estavam envolvidos” no caso.

A nota diz ainda que “a Polícia Militar não coaduna com qualquer desvio de conduta de nenhum de seus membros” e que realiza inspeções rotineiramente “na Unidade com vistas a manter o cumprimento da Lei de Execução Penal e o Regulamento Disciplinar da Instituição”.

O caso será investigado e a policial está presa à disposição da Auditoria de Justiça Militar do Estado do Rio de Janeiro (AJMERJ) e uma audiência de custódia será designada na próxima segunda ou terça-feira.

Notícias Relacionadas